Sindicalista cobra ministro sobre diálogo

0

Sindicalistas da Força Sindical em reunião com o ministro Miguel Rosseto / foto: Divulgação
Sindicalistas da Força Sindical em reunião com o ministro Miguel Rosseto / foto: Divulgação

publicidade

Diálogo efetivo do governo da presidente Dilma Rousseff com os movimentos sociais e o fortalecimento do Ministério do Trabalho. Essas foram as duas principais reivindicações feitas pelo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, Jorge Nazareno, ao ministro Miguel Rossetto, da Secretaria-geral da Presidência da República, em reunião realizada dia 25, na sede da Força Sindical, em São Paulo.
Jorge lembrou ao ministro que o governo não tem procurado as contribuições do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) – espaço de diálogo com a sociedade criado no governo Lula – do qual ele faz parte. O CDES é um instrumento para construção de políticas públicas, que, para o sindicalista, poderiam ajudar a fazer frente a atual situação do país. “Temos uma crise econômica e política grave”, enfatizou Jorge.
O presidente do Sindicato também reforçou que a carência de infraestrutura do Ministério do Trabalho só tende a se agravar se no corte de ministérios anunciado pelo governo estiver prevista a junção do Ministério do Trabalho com o da Previdência.
“Agora, o que é pauta-bomba, ministro? Pauta-bomba para quem? Fomos contra a desoneração da folha e agora estamos constatando o resultado. Quanto ao Ministério do Trabalho e Emprego, o que será feito dele? Se houver uma junção com a Previdência Social, o trabalhador vai perder novamente”, declarou Jorginho.

publicidade
Comentários