Solidariedade: Campanha do Agasalho em Osasco tem meta de arrecadar 70 mil peças

1
campanha do agasalho
O prefeito Rogério Lins e a primeira dama, Aline Lins, durante ação de Campanha do Agasalho anterior

A Prefeitura de Osasco, por meio do Fundo Social de Solidariedade, realiza nesta quarta-feira (24), às 18h, no Teatro Municipal “Glória Giglio”, a abertura da Campanha do Agasalho 2019 – ”O inverno é frio, mas seu coração não precisa ser”.

A campanha promoverá uma grande rede de solidariedade, envolvendo a Prefeitura, sociedade civil e empresas, visando formar parcerias para atender aos menos favorecidos durante o período de inverno e os dias mais frios do ano.

Na ocasião, haverá a apresentação da peça “Abraços Quentinhos”. A montagem traz a história de crianças que, ao brincarem, começam a sentir frio e dão conta que elas têm agasalhos, mas existem outros coleguinhas que não têm o que vestir. A partir daí, elas se mobilizam para ajudar as outras crianças.

Publicidade

A expectativa de arrecadação é de cerca de 70 mil agasalhos e cobertores que irão atender moradores assistidos pelas entidades assistenciais, além de comunidades, serviços de acolhimento institucional e asilos.

Quem puder e quiser colaborar já no lançamento da campanha, pode levar um cobertor para doar. Participe dessa ação.

Doações

Em Osasco, as entregas das arrecadações começam na segunda quinzena de junho em mais de 50 pontos espalhados pela cidade, que serão divulgados site da prefeitura www.osasco.sp.gov.br após a quarta-feira.

Serviço

Abertura da Campanha do Agasalho 2019
Dia 24/4 / Horário: 18h
Local: Teatro Municipal “Glória Giglio” (Avenida dos Autonomistas, 1533 – Vila Campesina)
Evento gratuito

Sugestão: quem puder colaborar, pode levar um cobertor para doar

 

Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. Ah Valdir…Menos querido. Porquê a ajuda apenas nessa época do ano? Tem que ser o ano todo. Durante todo o governo. É obrigação do Fundo Social fazer isso. Cadê as cestas básicas? Cadê as fraldas geriátricas? Não podem faltar. Vira e mexe não tem. Quando a primeira dama era a dona Glorinha Giglio esse Fundo Social atendeu todas as necessidades impecavelmente. Neste atual governo deixa muito a desejar. Mais ação e menos blá blá blá.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNovo Fórum de Barueri será inaugurado na quinta-feira (25)
Próximo artigoImpactos da inteligência artificial na sociedade são tema de audiência na Câmara