Tabela do Imposto de Renda pode ser corrigida

0

Medida Provisória deverá chegar ao Planalto com correção de 6,5% na tabela do IR / Foto: Divulgação
Medida Provisória deverá chegar ao Planalto com correção de 6,5% na tabela do IR / Foto: Divulgação

publicidade

O senador Romero Jucá (PMDB-RR), relator da medida provisória (MP 656/14) que altera pontos da lei tributária, deve finalizar nos próximos dias a redação final da matéria que seguirá para a sanção da presidenta Dilma Rousseff. A MP chegará ao Planalto com a inclusão da correção da tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) em 6,5%.
Pelo texto aprovado no Congreso, quem tiver renda até R$ 1.903,98 estará isento da cobrança do imposto. O governo tentou evitar a aprovação, argumentando que o reajuste impactará nas contas públicas, mas a emenda foi acatada pelos deputados, seguindo para a análise dos senadores, que também aprovaram a matéria.

Quem tiver renda até R$ 1.903,98 estará isento

Com esse resultado, a MP continua valendo, e o novo texto segue para a sanção ou veto da presidente Dilma Rousseff. De acordo com assessores da Mesa Diretora do Senado, a MP, com a redação final, poderá ser enviada para o Planalto qualquer dia, mesmo durante o recesso parlamentar, que começa na terça-feira, 23.
Pelo texto, ficam prorrogados até 2018 incentivos fiscais – como a isenção do PIS e da Cofins para produtos de informática e a redução do percentual único de tributos federais pagos por construtoras e incorporadoras de imóveis –, que podem ser enquadradas no financiamento oferecido pelo programa Minha Casa, Minha Vida. (Com Agência Brasil)

publicidade

Comentários