Taboão põe fim à Zona Azul

0

Prefeito rompeu contrato com empresa e cobrança foi encerrada quarta-feira, 13 / Foto:  Ricardo Vaz
Prefeito rompeu contrato com empresa e cobrança foi encerrada quarta-feira, 13 / Foto: Ricardo Vaz

publicidade

A Prefeitura de Taboão da Serra rompeu, na terça-feira, 12, o contrato com a empresa Autoparque, que gerenciava o serviço de estacionamento rotativo, a chamada Zona Azul, na cidade. Com isso, a cobrança, que havia sido implantada há um ano e meio, foi extinta.

O prefeito Fernando Fernandes (PSDB) afirmou que o rompimento com a Autoparque foi amigável. Um dos fatores para a quebra do contrato foi o fato de apenas 6% do valor arrecadado com a cobrança ir para os cofres públicos, afirmou.

“Flanelinhas vão continuar trabalhando”

publicidade

Fernandes destacou que a cobrança também era feita de forma irregular, já que motoristas flagrados em estacionamento indevido ou com o limite de tempo extrapolado tinham de pagar uma taxa de R$ 20 para não receberem multa. Além disso, havia Zona Azul até em áreas residenciais.

“Vamos verificar com o Detran a possibilidade de retirar os pontos gerados de maneira inadequada nas carteiras de habilitação”, disse o prefeito de Taboão.
Questionado sobre se o fim da Zona Azul estimularia os flanelinhas, Fernandes afirmou que “não temos como proibi-los de trabalhar”. “Aqueles que já são conhecidos, que não ameaçam ninguém, vão continuar trabalhando”.

publicidade

Comentários