Entre as pautas apresentadas por taxistas à prefeitura de Osasco nesta quarta-feira, 25, como contrapartida à regulamentação do Uber no município estão a redução de impostos para táxis, a criação de um aplicativo do município específico para táxis e concessão de dois anos de prorrogação para a troca de veículos que completem 5 anos de uso, desde que aprovados previamente em vistoria.

publicidade

Após receber representantes do Uber para discutir a regulamentação do serviço em Osasco, nesta quarta foi a vez de o prefeito de Osasco, Rogério Lins (PTN), se reunir com uma comissão de taxistas para discutir incentivos à categoria.

Diálogo

Outra reivindicação, já aceita pelo prefeito, é a manutenção da padronização somente aos táxis brancos e a prorrogação do prazo, tornando facultativa a sua implantação por meio de um decreto.

publicidade

Os taxistas pedem ainda a continuidade do diálogo junto à prefeitura para discutir mecanismos para tornar o táxi um serviço mais competitivo diante do cenário atual. “Buscaremos juntos a melhor solução para o grupo e para o município”, disse o prefeito.

Participaram da reunião com o prefeito o presidente do Sintetaxis (Sindicato dos Taxistas de SP), Antônio R. Matias, o presidente da Osascoop (Cooperativa de Motoristas de Táxis Autônomos de Osasco), José Ricardo Oliveira, e representantes da Associação de Taxistas de Osasco, entre outros taxistas.

publicidade
Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui