TJ terá “gestão voltada à garantia de direitos”

0

Marinho, da Apatej, e o novo presidente do TJ-SP
Marinho, da Apatej, e o novo presidente do TJ-SP

publicidade

Na última semana o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) elegeu o desembargador Paulo Dimas de Bellis Mascaretti à presidência para o biênio 2016/2017, com 188 votos contra 143 de Eros Picelli, atual vice-presidente do Tribunal. O desembargador disse que seu compromisso será o de “lutar por melhores condições de trabalho e conquista de direitos dos servidores”.
O desembargador deve tomar posse do cargo no dia 1º de janeiro, e já adiantou que sua primeira medida será reunir os coordenadores de todas as dez secretarias administrativas para definir quais deverão ser as prioridades. O presidente da Associação Paulista dos Técnicos Judiciários (Apatej), Mário José Mariano, o Marinho, disse que a expectativa em relação à nova gestão é alta.

“Esperamos uma melhor gestão, sabemos que ele não é tão conservador como alguns desembargadores e acreditamos que será uma gestão voltada à garantia de direitos, à melhoria dos fóruns e toda a estrutura judiciária de São Paulo”, afirmou.
Para o ano que vem, a corte elaborou um orçamento de R$ 14 bilhões. No entanto, o governo do estado já respondeu que só poderá dispor de R$ 10 bilhões. “Precisaremos ter coragem, criatividade e planejamento”, explicou o desembargador Dimas.
Fórum de Osasco
Previsto para ser entregue em 2016, as obras que envolvem a construção de um novo edifício e reforma do antigo prédio do Fórum de Osasco, no Jardim das Flores, andam a passos lentos. Os trabalhos de responsabilidade do governo do estado, paralisados no momento, têm tido contribuições significativas da prefeitura de Osasco, como a doação do terreno onde vai ficar o novo prédio, além da locação de outros dois prédios para o funcionamento de algumas varas.
“O prefeito Lapas tem contribuído muito com o governo para a melhoria da estrutura do nosso fórum. Além do terreno e das locações, houve uma contrapartida de 20%”, conta Marinho. A Apatej tem liderado movimentos reivindicando melhores condições dos fóruns regionais nos últimos anos.

publicidade

Comentários