Tratamento aos animais põe Carapicuíba em evidência

0

Dois episódios relacionados a denúncias no trato aos animais viraram notícias nesta semana. Tristemente, ambos têm relação direta com o município de Carapicuíba, na região Oeste da Grande São Paulo. O primeiro foi o tombamento de uma carreta carregada de porcos no Rodoanel. Os animais seriam levados para o abate em um frigorífico na cidade. A demora no socorro dos porcos sobreviventes e o sofrimento desnecessário no resgate logo despertaram o interesse e a solidariedade dos defensores dos animais, que saíram em seu socorro. Depois de todo o estresse e ferimentos dos porquinhos, os ativistas defendem que sejam poupados do abate e possam ser tratados e criados com outros fins.

publicidade

O segundo episódio beira o desrespeito aos munícipes. Mesmo com lei específica proibindo a realização de rodeios – justamente pelo risco de maus tratos aos animais – a organização da Festa do Peão de Carapicuíba montou um espetáculo que envolvia os tradicionais shows das festas do tipo e… rodeio!

O resultado foi uma liminar que cancelou a realização da festa na última quarta-feira. E provavelmente deflagrou a queda de dominós que culminou na identificação de outros problemas que colocaram até mesmo os shows em suspeição.

publicidade

É curioso que em pleno 2015 alguém acredite que basta mudar o nome para festa do peão para contornar a proibição de rodeios longe das áreas rurais.

O mundo mudou. Carapicuíba e toda a região também. E se termos como sustentabilidade e engajamento social não fizerem sentido para empresas que lidam com animais, que a pressão popular e o insucesso — como nessas duas empreitadas — sirvam de alerta. Tanto para promotores de eventos quanto empresas das quais espera-se responsabilidade no trato com os animais.

publicidade

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUber entra na pauta de Câmaras Municipais
Próximo artigoFrases