Três homens são presos tentando roubar cargas em Osasco

0

Duas tentativas de roubo de carga na manhã desta terça-feira, 26, em Osasco, resultaram na prisão de três homens, entre eles um foragido da Justiça. O trio usava duas pistolas de uso restrito e um bloqueador de sistemas de rastreamento de veículos.

publicidade

O motorista de uma picape branca Renault Master, estacionada na avenida São José, no bairro Vila Ayrosa, acenou para uma viatura da 1ª Companhia do 42º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), por volta das 8h30, e apontou para um homem que corria. A testemunha disse que o suspeito acabara de tentar roubar uma carga de ovos pasteurizados que ele levava na picape, usando uma arma para ameaçá-lo. Com a aproximação inesperada da viatura o suspeito desistiu do crime.

Os policiais abordaram o suspeito no momento em que ele entrava num Bora preto, onde estavam mais dois homens. O técnico em eletrônica A. C. S. P., de 26 anos, o garçom J. S. P. N., de 35, e o marceneiro  R. S. R., de 33, foram presos em flagrante.

publicidade

Armas

O técnico, que estava ao volante, tinha na cintura uma pistola .40, municiada com doze cartuchos. Já o garçom portava uma pistola Taurus calibre 9mm carregada com quatorze munições. As armas, de numeração raspada, são de uso restrito

publicidade

No porta-mala do Bora foi encontrado um dispositivo usado para bloquear sistemas rastreadores de veículos. O trio confessou a tentativa de roubo – a vítima reconheceu o marceneiro como o  assaltante que lhe apontara a pistola.

No plantão do 3º Distrito Policial de Osasco, a Polícia Civil descobriu que o garçom tinha fugido da penitenciária de Ribeirão Preto no último dia 11. Os outros também tinham antecedentes criminais.

Cigarros

Durante a elaboração do flagrante, outro motorista chegou à delegacia. Ele também tinha sido vítima de tentativa de roubo e reconheceu o garçom e o marceneiro como a dupla que o abordara quando entregava cigarros em uma padaria da rua José Anacleto, também em Osasco, às 7h30. O roubo só não foi consumado porque a vítima não conseguiu abrir o compartimento de carga de sua caminhonete. A carga de cigarros estava avaliada em cerca de R$ 100 mil.

O caso foi registrado como roubo de carga tentado, associação criminosa e porte de armas e munições de uso restrito. O trio está na Cadeia Pública de Osasco, à disposição da Justiça.

Comentários