Um colecionador de projetos

0

perfil (Custom)William Galvão

publicidade

Com um currículo de formações acadêmicas extenso e com um pé em algumas áreas diferentes do conhecimento, como energia nuclear e comunicação, por exemplo, o professor João José Favareto, de 57 anos, funcionário da Câmara Municipal de Osasco, está a um passo de sua aposentadoria, que deve acontecer em três meses. “Trabalho na Câmara há 35 anos e já vi muita coisa acontecer por aqui”.
Nessas três décadas e meia, além de desenvolver sua carreira e construir uma família, viu de perto a formação e os trabalhos de pelo menos oito bancadas de vereadores em governos distintos. “Já vi episódios grotescos, muitas bobagens que os vereadores falam, manobras políticas”, conta. Para ele, “falta muito a participação da população ainda” no acompanhamento dos trabalhos do Legislativo.

“Vi muita coisa acontecer por aqui [na Câmara de Osasco]”

Filho de descendentes italianos, por parte de pai, e baianos, de mãe, Favareto nasceu em 1958 na cidadezinha de Cândido Mota, hoje com pouco mais de 30 mil habitantes, no interior paulista.
Além do funcionalismo público, ao longo da vida passou por atividades profissionais como administração bancária, empresarial e pública; produção e automação industrial; comércio; educação; e por aí vai. Autor do livro Manual do Conhecimento Geral, no qual disserta assuntos que vão do início do mundo até a sociedade como conhecemos hoje, ele percorre escolas, entidades e pequenas empresas ministrando palestras gratuitas sobre o assunto.
Dentre as atividades paralelas está o “Movimento Só Depende de Nós”, que desenvolve campanhas socioedicativas e sociais. “São projetos importantes, como a alfabetização de jovens e adultos, qualificação profissional, cidadania, até alimentação e relacionamentos do casal”, explica. No blog movisodependedenos.blogspot.com.br é possível conhecer melhor a iniciativa.
Multiplicador de cidadania
Próximo do fim de sua passagem pelo Legislativo, João se lembra de um projeto social que ajudou a executar: o “Agente Multiplicador de Cidadania”. “Nós conseguíamos uma pessoa de cada bairro para acompanhar os trabalhos da Câmara e divulgar no bairro”.
Hoje, uma versão mais moderna e tecnológica de projetos como esse são as TVs Câmara, na qual o eleitor pode acompanhar as sessões pela televisão e pela internet. “O problema é que não temos essa cultura nas pessoas, muita gente nem se lembra em quem votou”.
O livro de João José Favareto também está disponível na internet, em aprimoramentoprofissional.com.

publicidade

Comentários

publicidade

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFala, Zé Corneta! – Hip Hop e solidariedade
Próximo artigoCharge