Mônica Veloso: Uma história que tem a marca da cooperação

0
Mônica Veloso é secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão de Osasco

Nova colunista do Visão, Mônica Veloso é secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão de Osasco
Nova colunista do Visão, Mônica Veloso é secretária de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão de Osasco

publicidade

Definitivamente o dia 16 de julho é marco da história da nossa cidade. Há exatos quarenta e sete anos, uma das páginas mais memoráveis da luta dos trabalhadores brasileiros foi escrita nas instalações da antiga fábrica da Cobrasma.

Mais do que uma greve de metalúrgicos, esta data se tornou símbolo da resistência e da defesa das liberdades individuais do povo brasileiro.

publicidade

Na última quinta-feira pela manhã, quando as “Bachianas” do grande Villa Lobos foram executadas dentro das instalações da Meritor, era prenúncio de que este não seria um dia a mais de nossas vidas.

É verdade que muitas vezes na sociedade contemporânea ainda nos deparamos com dúvidas e incertezas, e quantas vezes encontramos aqueles sujeitos que dizem: “o mundo é dos mais espertos”, ou ainda: “deixa que eles trabalhem por mim”.

publicidade

Também, pudera: os dilemas do cotidiano e as mazelas da sociedade muitas vezes acentuam traços que desumanizam pessoas e fazem com que a vida seja uma espécie de “guerra de todos contra todos”.

Pois bem, se é verdade que tudo isso existe, é preciso reconhecer que os governos, especialmente do ponto de vista local, podem contribuir para a construção de novos caminhos para o desenvolvimento. E para que as coisas sejam feitas de fato de um modo diferente é preciso empreender a marca da cooperação.

E para que este caminho seja adequado é essencial que possamos fortalecer a construção da agenda do Trabalho Decente.

A cidade de Osasco quis, mais uma vez, dar um passo à frente, fazendo com que possamos avançar na perspectiva onde o trabalho decente seja síntese de nosso viver.

É para assumir ainda mais compromissos com os trabalhadores, é para valorizar as empresas que acreditam e praticam a responsabilidade social, é para fortalecer as políticas públicas locais que a cidade de Osasco assinou o “Termo de Cooperação Técnica com a OIT (Organização Internacional do Trabalho)”.

Nos anima e estimula que a Prefeitura esteja fazendo sua parte. O governo municipal, sob o comando do prefeito Jorge Lapas, mostra que a questão do trabalho é uma de suas prioridades.

Comentários