A partir de fevereiro, o estacionamento do Hospital Central Antonio Giglio deve deixar de ser cobrado. A Prefeitura de Osasco determinou a suspensão do contrato com a empresa que administra o estacionamento, contratada pela Fundação do ABC, gestora da unidade.

publicidade

Os usuários do sistema público de saúde aprovam a medida. Segundo o aposentado de 72 anos Silvestre Florêncio do Nascimento, “estacionamento de hospital tem que ser de graça mesmo, nós pagamos impostos por isso”.

Ele critica ainda o sistema de fiscalização de vagas especiais. “Eu tenho o cadastro de aposentado, muitas vezes não acho vaga especial [para idosos] porque qualquer pessoa estaciona e não tem nenhum tipo de fiscalização”, diz.

publicidade

A empresa que administra o estacionamento do hospital é a MGS estacionamento. O valor mínimo cobrado atualmente é de R$ 5 por meia hora para carros, e R$ 4 para motos.

Estacionamento x zona azul 

A hora completa custa R$ 8 para carros e R$ 5 para motos. Para cada hora adicional são cobrados R$ 3 (carros) e R$ 2 (motos). Também é possível pagar R$ 25 por 12 horas seguidas. O estacionamento funciona 24 horas.

publicidade

A região central de Osasco, onde o estacionamento fica localizado, oferece o estacionamento rotatório Zona Azul, que cobra a partir de R$ 0,95 (meia hora). “Quando eu preciso vir ao hospital eu paro na zona azul, que compensa mais”, diz a dona de casa Marisa Medeiros, 42. “A melhor coisa que vão fazer é deixar de cobrar”.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui