Valdir Roque: Além de nos deixar sem água, saúde, segurança, (des) governo Alckmin agora fecha escolas

1
Por Valdir Roque – vereador, líder da Bancada do PT na Câmara Municipal de Osasco

Por Valdir Roque – vereador, líder da Bancada do PT na Câmara Municipal de Osasco
Por Valdir Roque – vereador, líder da Bancada do PT na Câmara Municipal de Osasco

publicidade

É lamentável vermos nossa cidade sofrer com tanto descaso por parte do (des) governo de Geraldo Alckmin, do PSDB. Agora, eles anunciaram que podem fechar sete escolas em Osasco em nome de uma reformulação mal explicada e não debatida com a população!

Fechar escolas é algo que certamente vai na contramão do objetivo de termos no estado um ensino cada vez melhor. Vamos lutar para pressionar o governador volte atrás desta decisão absurda!

publicidade

Esta é só mais uma mostra do descaso do governo Alckmin com o povo paulista. Antes de anunciar o provável fechamento de escolas, Alckmin ignorou a mobilização dos professores na busca por salário melhor e valorização.

O desrespeito de Alckmin aos profissionais responsáveis por formar os jovens que são o futuro do país deixou muitos alunos sem aula por cerca de três meses no primeiro semestre, em uma greve na qual o governador se recusou a negociar.

publicidade

Além da Educação, sofremos com o descaso do governo Alckmin praticamente em todas as atribuições do estado. Na Saúde, uma reforma interminável no Hospital Regional já dura mais de três anos, diminuindo a capacidade de atendimento na unidade e sobrecarregando a rede municipal. No Transporte, diariamente convivemos com a superlotação e as falhas dos trens da CPTM.

Na Segurança convivemos com o medo da violência, que tem como uma das causas o baixo efetivo policial no município. Outro problema grave é a demora ou o não esclarecimento de diversos crimes cometidos. Dois meses depois, ainda não foi solucionada a trágica chacina que chocou o mundo, na qual 19 pessoas foram assassinadas em Osasco e Barueri. Alckmin, a pergunta continua no ar: quem matou 19?

O descaso do governo Alckmin também nos deixou na pior crise hídrica da história. Mesmo alertado por diversos estudos e especialistas, o governo Alckmin demorou a agir e hoje, com as represas cada vez mais esvaziadas, falta água frequentemente em diversos bairros da cidade.

Como cidadão e vereador, tenho insistido na busca por respostas e ações do governo Alckmin, que se esquiva de apresentar respostas claras à população. Mas não vamos parar de cobrar por serviços e ações tão importantes para a população. Alckmin, respeite o povo paulista, respeito o povo de Osasco. Chega de tanto descaso!

Comentários

1 COMENTÁRIO

  1. As mudanças propostas pelo governo Geraldo Alckmin para a educação trarão grandes avanços para a melhoria do ensino público. Nem todas as escolas passarão por essas mudanças, as que passarem vão separar os alunos por ciclo ajuda a organizar a escola para o público atendido, separando crianças, pré-adolescentes e adolescentes. Tanto o material didático quanto o mobiliário serão adequados aos alunos atendidos. Nenhum aluno ficará há mais de 1,5 km de sua casa. Caso alguma escola fique ociosa, o prédio pode ser destinado para abrigar creches ou Etecs. Todos os casos ainda passarão por discussões com professores, funcionários, alunos e pais. Portanto, todas as manifestações estão sendo feitas em base de boatos terroristas espalhados pela Apeoesp, que sempre foi contra qualquer proposta que o Governo de SP faça. Eles não lutam pelos interesses dos professores, nem se preocupam com os alunos ou com a educação. Eles apenas defendem os interesses da CUT e do PT.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGoverno do estado se defende de críticas de Lapas a fechamento de escolas
Próximo artigoFlaudio: A “reorganização” que é uma bagunça