“Agradeço ao povo que me elegeu, não ao partido. Se eu estivesse no PT ou em qualquer outro partido estaria reeleito também. Infelizmente estou no PMDB”, disse Janio / Foto: reprodução

Leandro Conceição

publicidade

Reeleito como o vereador mais votado em Barueri nas eleições de outubro, com 4.406 votos, Janio Gonçalves faz duras críticas ao próprio partido, o PMDB, e ao presidente Michel Temer, e diz que vai migrar para o PT no ano que vem.

Em entrevista ao Visão Oeste durante a cerimônia de diplomação dos eleitos em Barueri na sexta-feira, 9, Janio declarou que Temer faz “um governo desequilibrado, no qual o povo vai dormir com uma lei e acorda com outra lei, um país desacredito, não só aqui, como lá fora. Mais uma vez nosso Brasil, infelizmente, continua sendo administrado por pessoas desacreditadas”.

publicidade

O vereador disse que “infelizmente” está no PMDB e que a reeleição se deve à atuação como parlamentar, sem colaboração da legenda.

“Agradeço ao povo que me elegeu, não ao partido. Se eu estivesse no PT ou em qualquer outro partido, estaria reeleito também. Infelizmente, estou no PMDB”.

publicidade

Janio afirmou ainda que no ano que vem vai trocar o PMDB pelo PT. “Eu sou um dos fundadores do partido do meu coração, que é o PT. E pretendo retornar a ele e fechar minha carreira política dentro do PT. Espero que o PT passe a ter seu representante na Câmara de Barueri a partir do ano que vem, que sou eu”.

“O PT não pode ser sacrificado”, diz Janio

Sobre o momento de crise enfrentado pelo Partido dos Trabalhadores, Janio analisou que “o PT ainda tem muitas pessoas de cabeça boa, com o pensamento voltado a mudar o país. O PT não pode ser sacrificado”.

“Se for para analisar o PT, tem que analisar todos os partidos. Aliás, nenhum é bem quisto pelo povo”, completou o vereador.

Mesmo com a mudança de partido, Janio afirmou que vai continuar na base aliada do prefeito eleito, Rubens Furlan (PSDB).

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui