Início Cidades Barueri Vereadores criticam pré-candidato, que tem escritório pichado

Vereadores criticam pré-candidato, que tem escritório pichado

0

f89a7374-da57-4165-abb8-0b1332cdfaebBarueri//  Um dia após parlamentares acusarem empresário de “uso da máquina” e “campanha antecipada”, escritória político sofre “atentado”

publicidade

Fernando Augusto

Um pré-candidato a vereador que tem o apoio do deputado estadual Gil Lancaster (DEM) tem causado a ira de vereadores na Câmara Municipal de Barueri. O empresário Rafael Gazan (DEM) sofreu críticas dos parlamentares, que o acusam de “uso da máquina pública” e “campanha antecipada”. As críticas ocorreram na sessão da terça-feira, 17, na Câmara. No dia seguinte, o escritório político de Gazan, no Parque dos Camargos, foi pichado com frases como “sai fora da quebrada, seu lugar é Alphaville” e “nois não precisa de você (sic)”.

publicidade

De acordo com os vereadores, Gazan, que é dono de uma rede de lojas de roupas, teria o apoio do secretário de Serviços Municipais, Daniel Lancaster, que é filho do deputado Gil Lancaster, e tiraria proveito de melhorias feitas nos bairros a partir de indicações dos vereadores. “As minhas indicações, se chegar um pilantra, safado, usando secretaria para se promover na política, está ferrado comigo”, bradou Zetti Bombeirinho (PMDB).

“Não é justo um cidadão que nem tem uma candidatura registrada fazer o que esse rapaz está fazendo. Pegar o que um vereador pediu e ir fazer”, disse o vereador José Roberto, o Robertinho (SD). Saulo Goes (PSOL) acusou a secretaria de Serviços Municipais de estar beneficiando a pré-candidatura de Gazan. “Todos os funcionários têm que ter o carro adesivado”, afirmou.

publicidade

Outros três parlamentares fizeram acusações a Rafael Gazan e ao secretário de Serviços Municipais. Jânio Gonçalves (PMDB) e Bacerlau Oliveira, o Bau (PSC), disseram que está havendo campanha antecipada. Já Toninho Furlan (PSDB) ironizou os apoios do pré-candidato.

Em entrevista ao Visão Oeste, Gazan disse lamentar as declarações dos vereadores. “Forças políticas antigas se assustam quando surge alguém com um projeto novo, com ideias novas para a cidade”, afirmou. Segundo o empresário, que será candidato pelo DEM, o escritório político foi inaugurado no domingo. “Na terça-feira, na sessão [da Câmara], me chamaram de tudo o quanto é nome, e na quarta aconteceu aquele atentado”.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRegião ganha duas novas steakhouses em três meses
Próximo artigoMoradia ameaçada