Início Polícia Vídeo mostra furto de caminhão na zona Norte de Osasco

Vídeo mostra furto de caminhão na zona Norte de Osasco

0

A dona de casa Andreia Jesus usa as redes sociais na esperança de que o caminhão do marido, furtado na madrugada de quinta para sexta-feira (28), na avenida Presidente Médici, na zona Norte de Osasco, seja recuperado.

publicidade

Ela divulgou um vídeo de câmeras de segurança da área que mostram os criminosos levando o veículo, que estava estacionado em frente a casa da família. Andreia conta que o marido havia entrado em casa para tomar banho e, quando saiu, para retornar ao serviço, o caminhão já não estava mais lá.

As imagens mostram o momento em que os criminosos chegam em um carro, o estacionam na via e andam em direção ao caminhão, que depois é levado.

publicidade

Vídeo mostra furto de caminhão na zona Norte de Osasco

Vídeo mostra furto de caminhão na zona Norte de Osasco

A dona de casa Andreia Jesus usa as redes sociais na esperança de que o caminhão do marido, furtado na madrugada de quinta para sexta-feira (28), na avenida Presidente Médici, na zona Norte de Osasco, seja recuperado.

Ela divulgou um vídeo de câmeras de segurança da área que mostram os criminosos levando o veículo, que estava estacionado em frente à casa da família.

Publicado por Jornal Visão Oeste em Sábado, 29 de setembro de 2018

“Pessoal, essas imagens são momentos em que o caminhão que meu esposo trabalha está sendo furtado em Osasco, na Presidente Médici praticamente em frente em nossa residência. Porém, ele só veio em casa tomar um banho e retornar ao seu serviço de novo pois quando saiu para fora, não estava mais o caminhão”, relatou.

publicidade

“Quem viu esse caminhão por aí avisa por favor ou quem poder divulgar esse vídeo eu agradeço. Placa do caminhão: AST 9469, cargo 27/24, cabine e baú branco. Ele é pai família e seus pertences pessoais estava dentro do caminhão. Ajuda aí quem poder divulgar esse vídeo” completou Andreia.

Informações que possam ajudar a localizar o caminhão podem ser passadas ao Disque Denúncia 181 ou à Polícia Militar 190.

Comentários