Visão Atenta

0

Paço Municipal
A Câmara de Osasco teve sessão extraordinária na terça-feira, 19, para discutir o projeto da Operação Urbana Consorciada Tietê II, que cede áreas na cidade para a iniciativa privada e viabiliza a construção – já iniciada – do novo Paço Municipal, com novos prédios para a prefeitura e Câmara Municipal. O projeto teve que ser modificado após ação movida pelo PSDB impedir a desafetação de área da CMTO no Jd. Wilson.

publicidade

Oposição
Por isso, o vereador de oposição André Sacco (PSDB) disse que o novo projeto não corrige as ilegalidades da lei que foi anulada pela Justiça. O tucano ainda questionou a necessidade de novos prédios para Prefeitura e Câmara. A maior parte dos cidadãos não quer prédio da prefeitura, quer melhoria nos serviços. Mas o que estou discutindo é o aspecto legal”, disse Sacco.

Governo
A vereadora Mazé Favarão (PT) saiu em defesa do governo e classificou a atual sede da Prefeitura como um “franksteinzinho de edificação”. “Qualquer engenheiro e arquieteto identifica esse problema”, disse. Sobre a Câmara, a petista destacou a falta de acessibilidade no prédio. A comparação feita pela oposição também foi rebatida pela vereadora, que lembrou que os recursos são da iniciativa privada. “Nenhuma das outras demandas deixa de ser atendida, continuamos a ter 25% do orçamento para educação, 30% para saúde”, explicou.

publicidade

Fraude na merenda
A Polícia Civil realizou nesta semana operação contra quadrilha de fraude de merenda escolar. Foram cumpridos 24 mandados de busca e apreensão e sete de prisão. As prefeituras de Barueri e Cotia estão entre as que foram alvo dos mandados de busca.

Projeto
O deputado estadual Gil Lancaster (DEM) apresentou projeto de lei que proíbe o comércio de cobrar valor diferenciado para compras com cartão de crédito ou débito, diferentemente do valor cobrado para pagamento em dinheiro. A norma já é estabelecida pelo Código de Defesa do Consumidor e também foi objeto de projeto semelhante, já sancionado pelo governador Geraldo Alckmin.

publicidade

Comentários