Visão Atenta

0

Opinião
O Visão Oeste questionou nesta semana dois presidentes de Câmaras Municipais sobre as manifestações que aconteceram no país e na região. O vereador Antônio Aparecido Toniolo (PCdoB), presidente do Legislativo de Osasco, disse que seu partido sempre apoiou manifestações populares e criticou apenas o vandalismo que ocorreu.

publicidade

Partidos
Perguntado sobre a aversão dos jovens às bandeiras partidárias, Toniolo disse: “acho que você pode até ser contra um partido político, mas contra a política em si não tem como, porque a política está intrínseca na sociedade e, no momento que não tiver partido político é o fascismo”. O vereador osasquense também defendeu que os jovens ingressem nos partidos políticos.

Barueri
O presidente da Câmara Municipal de Barueri, Chico Vilela (PTB), disse que as manifestações serviram para a aprovação de projetos importantes. “A manifestação é válida, desde que seja ordeira e já está dando resultado. Os municípios reduziram as tarifas, o Congresso está votando projetos que estavam há anos engavetados. Está sendo positivo. O que eu não concordo é com o vandalismo que acontece”, afirmou.

publicidade

Transporte
Sobre o transporte público, tema que foi o estopim da onda de manifestações no país, Chico Vilela lembrou que os vereadores aprovaram a integração dos ônibus e também a redução da tarifa para R$ 3,00, como ocorreu em todas as cidades da região.

Redução
Embu das Artes é mais uma cidade a reduzir a tarifa de ônibus. Nesta semana, os vereadores aprovaram projeto de lei complementar enviado pelo prefeito Chico Brito (PT) ao Legislativo. Com isso, a passagem vai de R$ 2,80 para R$ 2,60. Manifestantes que lotaram o Plenário da Câmara não ficaram totalmente satisfeitos, pois reivindicavam redução de R$ 0,50.

publicidade

Agenda
O prefeito de Itapevi, Jaci Tadeu (PV), fala à imprensa na terça-feira, 2. De acordo com sua assessoria, o objetivo é fazer um balanço do primeiro semestre de mandato.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLapas defende finaciamento público
Próximo artigoPrivatização não!