Visão Atenta

0

Temperatura quente
A campanha presidencial começou neste segundo turno com várias polêmicas, como as declarações do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso dizendo que eleitores do PT são “os menos informados” e os ataques a nordestinos nas redes sociais devido à vantagem obtida por Dilma Rousseff (PT) na região no primeiro turno. As pesquisas também têm dado o que falar na campanha.

publicidade

Instituto Paraná
Na quarta-feira, 8, a revista Época publicou pesquisa de um instituto desconhecido, chamado Instituto Paraná, que mostrava Aécio Neves (PSDB) oito pontos à frente de Dilma. Além de desconhecido, a credibilidade do levantamento foi questionada porque o presidente do instituto, Murilo Hidalgo, é sabidamente cotado para assumir uma secretaria no futuro governo de Beto Richa (PSDB), eleito governador do Paraná.

Desconfiança
Já na noite desta quinta o Datafolha e Ibope mostraram empate técnico entre os candidatos (leia nesta página), mas a campanha de Aécio destacou no horário eleitoral o obscuro levantamento do Instituto Paraná. Outro problema é que até os institutos tradicionais estão com o trabalho questionado, após erros muito fora da margem de erro no primeiro turno. Não conseguiram registrar, por exemplo, a rápida subida de Aécio e também subestimaram os número do candidato petista ao governo, Alexandre Padilha (PT). Erros clamorosos também foram cometidos na Bahia e no Rio Grande do Sul.

publicidade

Delação
Tema que também deve percorrer a eleição até dia 26 é a delação premiada do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa. Vazaram nesta quinta-feira, 9, trechos do depoimento do réu, que acusou PMDB, PP e PT de se beneficiarem de esquema de propinas em obras da empresa. O PT emitiu nota onde classificou de “caluniosas” as acusações.

Na rede
A semana foi de agradecimentos dos candidatos pelas votações obtidas no domingo. O vereador Rogério Lins (PTN), que foi o mais votado em Osasco para deputado federal, publicou nas redes sociais um agradecimento onde ressalta que, apesar de não ter sido eleito, ficou com a primeira suplência na coligação.

publicidade

Comentários