Visão Atenta: Após escândalos, PT cogita apoiar candidatura de Professora Sônia em Carapicuíba

0
Visão Atenta: Após escândalos, PT cogita apoiar candidatura de Professora Sônia em Carapicuíba

Escândalo
4-Elias Cassundé
A prisão de vereadores em Carapicuíba em época de campanha eleitoral terá fortes efeitos sobre o quadro político-eleitoral da cidade. Além dos vereadores, está foragido o candidato do PT à prefeitura, Professor Everaldo. Por isso, cogita-se que o partido deve ser mais um a integrar a coligação de apoio da candidata Professora Sônia.

publicidade

 

 

publicidade

Abraão
Visão Atenta: Após escândalos, PT cogita apoiar candidatura de Professora Sônia em CarapicuíbaOs vereadores Elias Cassundé, Carlos Japonês e Nenê Crepaldi, do PPS, faziam parte da base de apoio do candidato a prefeito Abraão Júnior (PSDB). Cassundé, inclusive, era o vice na chapa. Outro parlamentar preso foi Jeferson Macedo, do mesmo partido de Abraão. Espera-se para os próximos dias um posicionamento do candidato. Leia mais sobre o assunto na página 4.

 

publicidade

Debates
O Supremo Tribunal Federal (STF) está julgando a polêmica envolvendo a participação de candidatos de partidos que têm menos de 10 deputados federais. A votação ainda não havia terminado até esta quinta-feira, 25, mas a maioria dos ministros (seis) já se declararam a favor da inconstitucionalidade da regra que permitia que 2/3 dos candidatos pudessem barrar os candidatos dos partidos “menores”.

PSOL
3-Erundina - Wilson Dias ABr
A discussão foi suscitada pelo PSOL, que ficou revoltado com o impedimento da participação nos debates da TV Bandeirantes nesta semana. O partido tem candidatos competitivos em São Paulo (Luíza Erundina) e no Rio de Janeiro (Marcelo Freixo). Nas duas cidades, o partido reuniu a militância para protestar em frente ao local onde foram realizados os debates.

Merenda
3-Merenda

O ex-presidente da Cooperativa Orgânica Agrícola Familiar (Coaf), Cássio Chebabi, se recusou a depor na CPI da Merenda na Assembleia Legislativa na quarta-feira, 24. Chebabi era um dos depoimentos mais esperados, por ter sido delator na Operação Alba Branca, que apura o pagamento de propina da cooperativa em troca de contratos superfaturados de merenda escolar em vários municípios do estado, como Barueri. Chebabi saiu sob vaias dos estudantes e escoltado pela Polícia Militar.

Comentários