Visão Atenta: candidatos de Osasco recebem reforço de fora

0

Visitas

publicidade
Ciro Gomes destacou importância de Osasco e elogiou Lapas; Lupi, ex-ministro do Trabalho, disse acreditar em reeleição no primeiro turno / Foto: Leandro Conceição
 Foto: Leandro Conceição

Na reta final da campanha alguns candidatos de Osasco receberam o apoio de políticos de fora da cidade. No dia 23, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, e o maior líder do partido, Ciro Gomes, caminharam no Calçadão ao lado de Jorge Lapas (PDT). “Osasco é uma das cidades mais importantes da economia brasileira, representa para nós, do PDT, uma experiência de gestão especial e o Lapas é, provavelmente, aquele que vai assumir naturalmente a liderança do nosso partido em São Paulo. Faz uma administração elogiada e se mantém íntegro no compromisso com a população”, declarou Ciro.

Cristovam

publicidade

3-visao-atenta-cristovam
Quem também esteve em Osasco foi o senador Cristovam Buarque (PPS-DF), também dia 23. Ele caminhou ao lado do candidato a prefeito Claudio Piteri (PPS) e o vice Delbio Teruel (PMN). O senador, que votou pelo impeachment de Dilma Rousseff, e Ciro Gomes, que é contra, deram declarações conflitantes sobre temas do momento. Cristovam elogiou a reforma do ensino médio do governo Temer. “É uma boa reforma, e ela vem com três coisas positivas: uma é mais liberdade para o aluno escolher a disciplina, não dá para impor ao aluno coisas que ele não quer mais; segundo, trouxe a ideia profissionalizante, o aluno sair do ensino médio com alguma atividade, vai ter menino querendo estudar gastronomia em vez de outra disciplina, e ele sai dali para trabalhar; e, terceiro, horário integral”, disse.

Ciro
Já Ciro Gomes criticou a reforma. “É evidente que o ensino médio precisa de mudanças, precisa de modernização, avançar no conceito de tempo integral. Agora, não é com essas providências de cima para baixo, escolhendo essa ou aquela disciplina, sem discutir com os especialistas, sem discutir com a população”, afirmou o ex-governador do Ceará.

publicidade

Não perdoou

3-rossi-pedro-godoy
Em comício na noite desta quinta-feira, 29, no Jardim Helena Maria, Francisco Rossi, que coordena a campanha de Rogério Lins, não perdoou gafe cometida por Celso Giglio (PSDB) no debate do G1. Rossi disse que o tucano “não conseguia raciocinar e disse que Osasco tem 800 milhões de habitantes”.

 

Comentários