Vôlei Nestlé aposta no talento da jovem Lorenne

Vôlei Nestlé aposta no talento da jovem Lorenne

0
Compartilhar

Convocada para a Seleção Brasileira Sub-23 que se prepara para o Campeonato Mundial, Lorenne é apontada como uma das mais promissoras atacantes da nova geração. Na última edição da Superliga, aos 20 anos, foi a segunda atleta mais jovem a figurar entre as 15 melhores atacantes da competição. Agora, com 21 anos, a oposta encara mais um desafio na carreira ao ser confirmada como reforço do Vôlei Nestlé para a temporada 2017/18.

Publicidade

Lorenne chega ao time de Osasco com disposição de crescer como jogadora de vôlei. “Fico feliz por estar evoluindo e saber que meu trabalho está sendo visto. Ainda tenho muito a melhorar para chegar onde eu quero. Jogar no Vôlei Nestlé é uma grande oportunidade para conquistar meu espaço no esporte e aprimorar meu voleibol. Quero aprender com grandes craques que compõem esse elenco, tanto atletas como comissão técnica”, afirma a jogadora, natural de Belo Horizonte.

Após um período de dificuldades pelo Sesi – terminou na penúltima posição na última Superliga –, Lorenne está animada com a possibilidade de disputar títulos com o Vôlei Nestlé.

“Amadureci muito na última temporada. Não foi muito boa em termos de resultado, mas o aprendizado foi essencial. Curiosamente, a competição em que mais cresci na parte técnica, pessoal e mental. Isso me fortaleceu e desembarco em Osasco mais madura”, revala a oposta, que já defendeu as equipes do BMG/Mackenzie, Bradesco, Pinheiros e Rexona/Ades.

Mesmo com o fraco desempenho de sua equipe na Superliga 2016/17, Lorenne foi a 13ª maior atacante da competição nacional. Marcou 306 pontos – média de 21,5% de acertos – e só não foi a mais jovem no top 15 do fundamento porque Edinara, do São Cristóvão Saúde/São Caetano, que foi a sexta mais eficiente, nasceu 22 dias depois.

Publicidade

O desempenho levou a oposta para a Seleção Brasileira Sub-23 que vai disputar o Campeonato Mundial da categoria, de 27 de agosto a 3 de setembro, nas cidades de Ljubljana e Maribor, na Eslovênia.

Vestir a camisa de um time tradicional traz alegrias e responsabilidades. Lorenne garante estar preparada para o desafio.

“Fiquei muito feliz quando recebi a proposta e espero contribuir para fazer parte da história dessa equipe tão vitoriosa. A minha expectativa é alta e vou dar o meu melhor dentro de quadra”, afirma.

E completa: “Osasco tem torcida calorosa, das maiores e mais fanáticas do vôlei. Estou muito ansiosa para jogar com esses torcedores a meu favor”.

Compartilhar

Comentários