Zona Norte pode ganhar corredor viário

6
Entre as ações previstas está a duplicação da avenida Costa e Silva / Foto: reprodução

Leandro Conceição

publicidade

A Prefeitura de Osasco busca recursos junto ao governo federal para a implantação de um novo corredor viário na zona Norte de Osasco, o chamado Vianorte, orçado em R$ 122 milhões.

Projeto está orçado em R$ 122 milhões

O projeto prevê as seguintes obras: duplicação das avenidas Costa e Silva e Bandeirantes, uma ponte sobre o Braço Morto do rio Tietê – que seria canalizado – ligando até a avenida Brasil, alterações viárias na avenida Ônix até a rodovia Anhanguera e criação da nova ligação entre a avenida Eurico da Cruz, no Jardim Munhoz Jr., até o Jardim Piratininga.

publicidade
Entre as ações previstas está a duplicação da avenida Costa e Silva / Foto: reprodução
Entre as ações previstas está a duplicação da avenida Costa e Silva / Foto: reprodução / Google Street View

O projeto começaria “no terminal Walt Disney (no Jardim Munhoz Júnior) com um corredor de ônibus que passaria pelo Rochdale”, diz o prefeito Jorge Lapas (PT).

Dos R$ 122 milhões para o projeto, o governo federal já garantiu o repasse de R$ 35 milhões de acordo com Lapas, que tem ido a Brasília em busca de recursos.

publicidade

Na semana passada o projeto esteve na pauta de reunião entre o prefeito e Maria Fernandes Caldas, diretora do Departamento de Infraestrutura Social e Urbana do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Ministério do Planejamento.

“Temos uma expectativa boa [de que o projeto será aprovado]”, diz Lapas. Segundo ele, a partir de uma possível liberação de recursos, a implantação do corredor viário levaria cerca de dois anos. “É uma obra grande, mas terminaria em um ano e meio, dois anos”, diz o prefeito.

Viaduto pode ligar Castelo Branco à avenida Maria Campos

A Prefeitura de Osasco também negocia a implantação de obras viárias junto ao governo do estado. Entre elas a construção de um viaduto para ligar a Rodovia Castelo Branco à avenida Maria Campos, a qual a Agência Reguladora de Transportes do Estado (Artesp) se comprometeu a apresentar um projeto até agosto.

Outras iniciativas negociadas são a implantação da marginal do Rodoanel, no trecho entre o Jardim Padroeira e a rodovia Raposo Tavares e a construção de duas rampas, uma de saída, outra de entrada, na Castello Branco, com acesso à avenida Getúlio Vargas, no Piratininga.

Comentários