1 ano depois, assassinato de Osvaldo Verginio ainda não foi esclarecido

0
osvaldo verginio
Execução do secretário, ex-deputado e ex-vereador Osvaldo Verginio, em Osasco, teve repercussão em todo o país / Fotos: aquivo/reprodução/TV Globo

Um ano depois, o assassinato a tiros do secretário de Transportes de Osasco, Osvaldo Verginio, ainda não foi esclarecido pela Polícia Civil. Verginio também foi deputado estadual, vereador e candidato a prefeito de Osasco.

publicidade

Ele foi morto a tiros, dentro de seu carro, um Toyota Corolla preto, na rua Heitor dos Prazeres, no Novo Osasco, quando voltava de uma confraternização de fim de ano, na madrugada de 20 de dezembro de 2018.

Os assassinos estavam em outro veículo, um Saveiro branco, que seguia o carro de Verginio. Até que, quando o carro do político parou, um atirador saiu do banco do passageiro da Saveiro e disparou contra Verginio. A arma que ele usou tinha silenciador.

publicidade

Os criminosos fugiram após os disparos que mataram Verginio, que levou seis tiros. O político estava no carro sentado no banco do carona, acompanhado do motorista e da esposa do condutor, no banco de trás. Ao menos dois tiros feriram de raspão a mulher do motorista, que sobreviveu. Nenhum dos dois conseguiu ver o rosto do atirador.

Câmeras de segurança registraram o carro do secretário sendo perseguido pelo veículo dos bandidos.

publicidade

Em nota ao Visão Oeste sobre o caso, a Secretaria de Estado da Segurança Pública se manifestou sobre o andamento das investigações: “O Setor Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) de Osasco instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias dos fatos e, após ouvir testemunhas e parentes das vítimas, a investigação foi encaminhada para prosseguimento junto à 11ª Corregedoria Auxiliar do Demacro”.

Comentários