2 meses depois, jovem atingido por raio em Carapicuíba está prestes a...

2 meses depois, jovem atingido por raio em Carapicuíba está prestes a ter alta

3
Compartilhar
raio carapicuíba
Danilo antes de ser atingido por um raio / Foto: reprodução/Facebook

Danilo Oliveira, o jovem de 22 anos atingido por um raio no campo do CSU, em Carapicuíba, no dia 6 de abril, está prestes a ter alta.

Ele está internado no Hospital Geral de Carapicuíba (HGC) e havia a previsão de que fosse liberado para ir para a casa nesta sexta-feira (14), mas a alta foi adiada devido a uma febre, informou a mãe dele, Zenilda Luz Oliveira, à reportagem. Agora a expectativa é que ele vá para a casa até a semana que vem.

Cuidados especiais

Em casa, Danilo, que será pai em agosto, precisará de cuidados especiais. Com a mobilização nas redes sociais, a família conseguiu cama hospitalar, cadeira de rodas e encaminhamento para a AACD.

Doações de outros itens para ajudar a família neste momento difícil são bem-vindas. Mais informações sobre como ajudar a família por meio de Silvana Marinho, que tem os auxiliado voluntariamente. Você pode contatá-la nas redes sociais: Facebook e Instagram.

Filha de Danilo nasce em agosto

Mesmo no hospital, Danilo fez surpresa para a amada no Dia dos Namorados

Danilo é pai da menina Lorena, que vai nascer em agosto. Mesmo no hospital, não deixou de fazer uma surpresa à amada, Gaby Castro, no Dia dos Namorados (12 de junho). Ele enfeitou o quarto para recebê-la com fotos dos dois coladas na parede e bexigas.

“Agradeço a Deus por ter você e ver você lutando todos os dias, meu guerreiro!”, postou ela no Facebook, junto a fotos e vídeos dela emocionada ao receber a surpresa.

Não a palavras para demostrar tamanha emoção, só Deus sabe como vem sido difícil o que estamos passando e como guardamos…

Publicado por Gaby Castro em Quarta-feira, 12 de junho de 2019

O acidente

Danilo estava com amigos quando o raio caiu no local, no dia 6 de abril, um sábado. As pessoas próximas foram se levantando, mas ele não reagia.

Danilo foi levado ao Pronto Socorro da Vila Dirce e depois ao HGC, onde passou duas semanas em coma induzido. De lá, ele chegou a ser removido para o Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde passou por exames e voltou à UTI do hospital carapicuibano.

Compartilhar

Comentários