Acordo entre governo e CCR prevê nova entrada em Osasco e extensão das marginais da Castello

0
obras castello barueri
O prefeito de Barueri, Rubens Furlan, participou do anúncio do pacote de obras junto ao vice-governador, Rodrigo Garcia, e do governador João Doria

Acordo firmado nesta quarta-feira (30) entre o governo do estado e o grupo CCR prevê investimentos de R$ 2,3 bilhões em melhorias 13 rodovias no estado. No pacote de obras está a implantação de uma nova entrada de Osasco pela rodovia Castello Branco, que terá também parceria da Prefeitura.

publicidade

“Dia histórico pra Osasco. Depois de mais de 10 anos de luta, nos próximos dias começaremos a construção da nova entrada de Osasco pela rodovia Castello Branco! Prefeitura de Osasco, Governo de SP e CCR, unidos por mais mobilidade em toda nossa região”, declarou o prefeito Rogério Lins (Podemos).

O pacote de obras inclui ainda a extensão das marginais da rodovia Castello Branco. Em breve a obra “estará a todo vapor”, afirmou o prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PSDB), que participou do anúncio ao lado do governador João Doria (PSDB).

publicidade

“A Marginal da Castello Branco é importantíssima para o desenvolvimento de toda a região Oeste da Grande São Paulo. Nós conseguimos viabilizar. A obra começa em Alphaville e vai até Aldeia da Serra, é importantíssima”, destacou Rubens Furlan.

A ViaOeste executará as obras na Castello, entre os km 23 e 32, sem custo aos cofres públicos, segundo o governo do estado, com o objetivo de combater os congestionamentos na região, beneficiando cidades como Osasco, Barueri e Itapevi.

publicidade

“Tivemos a ótima notícia de que está autorizada pelo estado a realização das obras, que beneficiarão as cidades de Itapevi, Jandira, Carapicuíba, Barueri, São Roque e Osasco. Mais mobilidade urbana para os trabalhadores de Itapevi e também para as empresas instaladas no município”, declarou o prefeito de Itapevi, Igor Soares (Podemos).

O acordo firmado nesta quarta é o maior já celebrado no programa de concessões de São Paulo. Treze das principais rodovias paulistas, administradas pelas concessionárias AutoBAn, ViaOeste e SPVias, entre elas, além da Castello, as rodovias dos Bandeirantes, Anhanguera e Raposo Tavares, devem sofrer intervenções nos próximos meses, com expectativa de geração de 5 mil novos empregos.

Comentários