Após protesto em Osasco, Carrefour promete ações em defesa dos animais

Após protesto em Osasco, Carrefour promete ações em defesa dos animais

9
Compartilhar
Morte de Machinha após ser agredido por segurança do Carrefour de Osasco gerou comoção em todo o país

Publicidade

Após um protesto que reuniu milhares de pessoas em frente ao Carrefour de Osasco, que ficou fechado no sábado (8), a empresa anunciou uma série de compromissos relacionados à causa animal.

Entre eles, a revisão de procedimentos de encaminhamento de animais abandonados, melhoria da infraestrutura da Zoonoses de Osasco e realização de um evento anual em memória de Manchinha, a cadela que foi morta por um segurança da empresa no dia 28 de novembro, o que gerou a onda de protestos contra a rede.

Confira nota divulgada pelo Carrefour após o protesto em Osasco no sábado (8):

“Sensibilizados com a morte do cachorro Manchinha e buscando evitar que casos como este se repitam, o Carrefour tem se reunido com diversas ONGs, ouvindo suas recomendações para a construção de iniciativas em prol da causa animal.

Em função dos aprendizados e das sugestões que recebemos,nossos próximos passos serão:
– revisão dos procedimentos internos para encaminhar animais abandonados; 
– revisão dos treinamentos de todos os nossos colaboradores e prestadores de serviço; 
– realização de feiras de adoção de animais em todo o país; 
– melhoria na estrutura e equipamentos do Centro de Zoonoses de Osasco (SP);
– realização de um evento anual, no dia 28 de novembro, e outros com maior frequência, em memória ao Manchinha, com ações de conscientização da importância da causa animal a todos os nossos colaboradores, em conjunto com a sociedade.

Nos comprometemos, com transparência, informar publicamente toda a evolução destas iniciativas.

Na tarde deste sábado aconteceram diversas manifestações em nossas lojas, que foram acolhidas por nós.

Reforçamos que seguimos colaborando com as autoridades para que ocaso seja solucionado o mais rápido possível”.

Compartilhar

Comentários