Bebê que morreu com sarampo em Osasco tinha histórico de problema pulmonar

Bebê que morreu com sarampo em Osasco tinha histórico de problema pulmonar

0
Compartilhar
sarampo osasco

A bebê de quatro meses que morreu em Osasco em decorrência do sarampo tinha histórico de problemas pulmonares e chegou a tomar antibióticos antes de ser infectada pela doença, informou a Secretaria municipal de Saúde.

As condições apresentadas pela menina antes de contrair o sarampo são consideradas fatores de risco para adquirir a doença, afirma a assessoria de imprensa da Secretaria.

Moradora de Osasco, a criança havia inicialmente sido atendida no começo de agosto em um pronto socorro em Barueri, o que fez a Secretaria Estadual de Saúde divulgar inicialmente que uma das três vítimas do sarampo nas últimas semanas no estado era barueriense, mas a informação foi corrigida.

Após o atendimento em Barueri, a criança foi transferida para o Hospital Regional de Osasco, onde morreu no começo do mês.

Além da bebê osasquense, foi confirmada na sexta-feira (30) a morte de outro bebê, de nove meses, um menino, na Capital. As mortes ocorreram na primeira semana de agosto. Os sintomas começaram em julho e as vítimas tiveram pneumonia.

Dia 27, a Secretaria havia anunciado a primeira morte por sarampo no estado desde 1997, um homem de 42 anos morador da zona Leste da Capital.

Compartilhar

Comentários