Blogueira é baleada pelo marido e aciona a polícia antes de morrer em Jandira

1
Blogueira baleada em Jandira
Betty Duprat, de 30 anos, foi baleada pelo marido após uma discussão, não resistiu e morreu / Foto: Reprodução/Instagram

Um homem de 41 anos foi preso, acusado de matar a própria mulher, a blogueira Betty Duprat, de 30 anos, após uma discussão, em Jandira. O crime aconteceu na sexta-feira (13), na casa onde o casal morava, no bairro Sol Nascente.

publicidade

Durante uma discussão, a blogueira conseguiu ligar para a polícia e denunciar o marido. Após a briga, por volta das 3h da madrugada da sexta-feira, ele voltou à casa, já armado. Betty foi atingida com disparos de uma arma de fogo, chegou a ser socorrida, mas não resistiu e morreu no hospital. O filho do casal, que tem seis anos, presenciou o crime.

“A gente ouviu a discussão, eles quebrando coisas dentro de casa, né. Aí a gente ouviu uns tiros, uns três. A nossa vizinha, uma enfermeira que socorreu ela. Tinha levado um tiro na mão, mas parece que levou um no peito e não resistiu”, contou um vizinho da blogueira, ao “Cidade Alerta”, da Record TV.

publicidade

Mesmo baleada, a Betty ligou novamente para a polícia para informar que estava ferida e que o atirador planejava fugir para Minas Gerais. A Polícia Rodoviária Federal decidiu montar uma mega operação entre São Paulo e Minas Gerais para encontrar Lindomar Berylo, que foi preso em flagrante no município de Perdões, no sul de Minas.

“Uma mulher ligou para a Polícia Militar, informando que havia sido agredida pelo marido no dia anterior e que nesta madrugada ele atirou nela, ferindo-a no braço, mão, tórax e cabeça”, afirmou a PRF.

publicidade

Em depoimento à polícia, ele contou que teria descoberto uma traição por meio do celular da vítima. Afirmou também que a arma usada no crime foi comprada em uma feira popular e que, após disparar contra Betty, a jogou no matagal.

Dias antes de morrer, a blogueira apareceu nos stories de seu perfil no Instagram, chorando e fez um desabafo com os seus mais de 28 mil seguidores. “Uns vão dizer que é teatro, uns vão dizer que eu procurei, outros vão dizer que ‘ah, é uma forma dela ganhar audiência’. Eu juro para vocês que só o que eu queria era que tivesse menos julgamento na minha vida”.

Indignados com o crime, os seguidores de Betty lamentam nas rede sociais. “Meu Deus, meu coração está doendo por ela, pois ela não merecia morrer dessa forma e do filho por passar por isso, agora sem mãe e sem pai”, comentou uma internauta. “Tô em choque! Minha parceria, divulgava minha loja, era minha embaixadora… Como assim? Falei com ela ontem, não tô acreditando meu Deus”, lamentou outra.

 

Comentários