Bolsonaro desistiu de ter príncipe como vice após fotos de “suruba gay”

0
príncipe suruba gay bolsonaro
O príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança

Após o presidente Jair Bolsonaro dizer ter que não gostaria de ter o general Hamilton Mourão como vice, mas o príncipe Luiz Philippe de Orleans e Bragança, surge nos bastidores políticos a informação de que o vice pretendido por Bolsonaro não foi confirmado por boatos de fotos nas quais ele aparece em uma “suruba gay” e batendo em um morador de rua.

Bolsonaro desistiu de convidar o príncipe após ser informado pelo advogado Gustavo Bebianno, que até então era seu braço direito, que havia um dossiê com fotos de Orleans e Bragança participando de uma orgia e que o príncipe tinha envolvimento em agressões a moradores de rua, segundo o portal da revista Época.

“Bebianno armou e não queria que eu fosse o vice. Ele disse ao presidente que haveria um dossiê que tinha fotos minhas, segundo um amigo me contou na ocasião. O dossiê foi usado porque era domingo de manhã e era o último dia para protocolar quem seria o vice. Ele não queria colocar um militar, inicialmente”, disse Orleans e Bragança, que é deputado federal, à Época.

Publicidade

“Sei que esse tipo de armação ocorre a todo momento. Sei que circulam informações falsas. O dossiê era de fotos que eu fazia uma suruba gay e que eu batia em mendigo”, contou o príncipe, ainda de acordo com a Época.

O deputado federal Alexandre Frota também comentou sobre as suspeitas de Bolsonaro sobre a sexualidade de Orleans e Bragança: “[Bolsonaro] Me perguntou se eu sabia se o príncipe era gay ou não. Eu disse que não sabia”.

“Você deveria ter sido meu vice, e não esse Mourão aí”, disse Bolsonaro a príncipe

Nesta terça-feira (12), no evento em que anunciou a saída do PSL para a criação de um novo partido, chamado Aliança Pelo Brasil, o presidente disse que “casou errado” ao ter o general Hamilton Mourão como vice-presidente.

Hamilton Mourão e Jair Bolsonaro / Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

“Príncipe, estou te devendo eternamente”, disse. Bragança respondeu: “O que é isso. Deve nada, presidente!”. “Devo sim. Você deveria ter sido meu vice, e não esse Mourão aí. Eu casei, casei errado. E agora não tem mais como voltar atrás ”, continuou Bolsonaro.

O príncipe comentou a declaração do presidente: “Basicamente ele registrou publicamente o que estava nos bastidores. Há muitos artimanhas, conspirações”, disse, à Folha de S. Paulo.

Comentários