Caso Carrefour: “Estou passando mal com as imagens”, diz Luisa Mell

Caso Carrefour: “Estou passando mal com as imagens”, diz Luisa Mell

4
Compartilhar

A ativista e apresentadora Luisa Mell esteve nesta terça-feira (4) na delegacia do Meio Ambiente de Osasco, junto ao jurista e deputado estadual Fernando Capez para acompanhar as investigações sobre a morte de um cachorro após ter supostamente sido agredido por um segurança do Carrefour no estacionamento do hipermercado no dia 28.

Publicidade

Ela divulgou um vídeo que mostra o segurança com o parece ser um cabo de vassoura perseguindo o animal, supostamente antes de agredi-lo com o item. “As imagens são terríveis”, postou Luisa Mell no Instagram. “Estou passando mal com as imagens do ocorrido”.

Capez também falou sobre o caso: “O cachorro foi agredido, teve hemorragia interna e externa, com sangramento. Demorou demais para atender, morreu também omissão de socorro. A abordagem não foi adequada e tem que ser investigada, administrativamente, criminalmente e civilmente pelo Carrefour”. Luisa Mell completa: “Isso não vai ficar assim”.

Em nota emitida ontem, a empresa negou que o segurança teria sido o causador da morte do animal. A empresa ainda não se pronunciou após a divulgação das novas imagens.

Publicidade

Processo

O presidente da ACRIMESP (Associação dos Advogados Criminalistas do Estado de São Paulo), Ademar Gomes, anunciou que a entidade deve processar o Carrefour e um segurança que teria agredido a pauladas e causado a morte de um cachorro abandonado, na loja de Osasco, na Avenida dos Autonomistas.

Há a suspeita de que o animal também tenha sido envenenado. Foi instaurado um inquérito policial para apurar o caso.

De acordo com ele, o Carrefour será processado por dano moral e por maus tratos, no valor de R$ 500 mil. Gomes afirma que o valor da causa será revertido ao Instituto Luisa Mell.

O criminalista destaca que praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais pode render detenção, de três meses a um ano, e multa e a pena é aumentada de um sexto a um terço se ocorre morte do animal.

Compartilhar

Comentários

4 Comentários

  1. Culpar o Carrefour é como culpar o Criador por existir bandido! Punir o responsável ou os responsáveis está correcto mas culpar o Carrefour empresa só se for por pagar a empresas de segurança que só dão emprego a bandidos selvagens…acham mesmo que foi por ordem de alguém da gestão do Carrefour ??? Se calhar o problema está mesmo no vosso sangue a julgar pela criminalidade em geral do Brasil.

  2. Por favor estimators leitores, solicitem seus amigos, vizinhos e parentes BOICOTAREM o Carrefour, eles nao merecem seu dinheiro ,podemos fechar essa loja para servir de exemplo, matar este animal inocente foi por ordem dada pelo supervisor do Carrefour e isto torna a organizacao culpada pelo crime

  3. Luiza Mel , não se pode chamar de gente esse tipo e nem de animal .
    Sei que esse tipo tem que ser banido da face da terra , espero que a JUSTIÇA NAO SE FAÇA DE CEGA.
    Infelizmente não se pode fazer justiça com as próprias mãos , mas deveria fazer a mesma coisa com ele , dar veneno pra ele e dar pauladas nele e deixar ele todo quebrado , largado na rua .
    o que me consola que a justiça DIVINA NÃO FALHA !
    tem outra coisa as pessoas que não gosta de animais não pega porque depois vão abandonar , as pessoas estão sem noção !
    porque que as pessoas que presenciaram não fizeram nada, elas também são cumprices !
    chorei por ver este vídeo , dói na alma ! triste e revoltante !
    espero que as pessoas aqui na terra começa a ver os animais no geral com os olhos do amor e do coração !
    fiquei revoltada e indignada !

  4. Boa noite,
    A multa é de valor baixo dado o tamanho da empresa deveria ser 1 milhão de reais.
    Não entendo porque reverter só ao Instituto Luísa Mell, uma vez que a ONG da região acompanhou o caso desde sábado, e por ser menos conhecida requer de recursos.
    Nada fará passar a dor que está pequena passou, diante do olhar omisso de muitos.
    Creio que para o grupo o valor de 1 milhão não será nada, já que pesa sobre eles vários casos de abusos que ocasionaram a morte de vários animais. Sendo que no Carrefour da Raposo. Tavares outro cão foi morto por chutes dos seguranças. E também ocorreu o caso de morte de gatos em outra loja do Grupo.
    Na Europa não agem assim, e aqui terão que saber que não poder cometer estas atrocidades.
    DigaNAOCarrefour!

Faça seu comentário

Mais notíciasEmpresas querem que passagem de ônibus em Osasco aumente para mais de R$ 5
Mais notíciasEmpresas de ônibus de Osasco reclamam que Uber está tirando passageiros