Com alta de 57% nos casos de coronavírus, Osasco vai usar hotéis para receber pacientes

1
Foto aérea de Osasco
Foto: arquivo/Secom

Os casos confirmados do novo coronavírus (covid-19) aumentaram 57,1% em um dia em Osasco. Segundo dados oficiais, entre a noite de segunda-feira (23) e desta terça (24), o número de confirmações da doença no município subiu de 7 para 11, segundo dados da Prefeitura.

publicidade

Além disso, os casos suspeitos notificados no município aumentaram 2,45%, chegando a 501. Já foram descartadas 90 suspeitas após análise laboratorial. De acordo com a administração municipal, ainda não foi registrada nenhuma morte em decorrência do coronavírus na cidade.

O prefeito Rogério Lins afirmou em transmissão de vídeo ao vivo nesta quarta-feira (25) – assista abaixo – que a Prefeitura firmou parceria com dois hotéis da cidade para acolherem pacientes acometidos pelo coronavírus. “A pessoa sai do estado grave, não precisa mais de respirador, nós vamos fazer o isolamento dela em hotéis da cidade”, explicou Rogério Lins.

publicidade

Ele também destacou outras ações de combate à doença em Osasco, como novos equipamentos no hospital Antonio Giglio e centros voltados ao atendimento de pacientes acometidos pelo coronavírus.

coronavírus osasco
Reprodução

Bolsonaro

Contrariando a recomendação do presidente Jair Bolsonaro, que pediu que as coisas voltem à normalidade em meio à pandemia mundial do coronavírus, Rogério Lins voltou a fazer um apelo para que as pessoas fiquem em casa para evitar a disseminação da doença: “Nós vamos vamos manter a reclusão social, priorizando a vida”, afirmou.

publicidade

“Fique em casa pela sua vida, pela vida das pessoas que você ama, por um ato de humanidade. Vou sempre atender às recomendações que são técnicas, de infectologistas, epidemiologistas, membros da Vigilância Sanitária, e não políticas”, completou o prefeito de Osasco.

Comentários