Confira como pode ficar o Calçadão de Osasco com novo projeto de...

Confira como pode ficar o Calçadão de Osasco com novo projeto de modernização

28
Compartilhar
projeto calçadão osasco
Projeto prevê cobertura do calçadão de Osasco

Foi anunciado em evento na noite desta quinta-feira (10), na sede da Associação Comercial e Empresarial de Osasco (ACEO), o vencedor do concurso de projetos para a revitalização e modernização do Calçadão da rua Antonio Agu, um dos maiores polos comerciais do país, no Centro de Osasco. Letícia Juliana Pazian e Marina Vasarini Lopes apresentaram a proposta vencedora e ficaram com o prêmio de R$ 20 mil.

O projeto selecionado inclui a cobertura local, uma praça em frente ao shopping, áreas destinadas ao comércio popular nas laterais do shopping e tornar o trecho da rua Antonio Agu fora do calçadão exclusivo para ônibus, com alterações no tráfego de veículos – confira mais detalhes abaixo.

Comissão julgadora e vencedora do concurso, Letícia Juliana Pazian

Projeto deve sair do papel em 2020

A Prefeitura diz que o projeto será analisado, a fim de avaliar adaptações e alterações, e deve sair do papel até o início do ano que vem. A administração municipal diz que o objetivo é que a revitalização do calçadão seja realizada até o fim do primeiro semestre de 2020.

“A administração municipal precisa e tem como obrigação dar a sua contribuição para que a gente tenha uma região comercial ainda mais estruturada e modernizada”, disse o prefeito Rogério Lins.

O concurso foi realizado a partir de uma parceria entre a Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Osasco (AEAO), Associação Comercial e Empresarial de Osasco (ACEO), Associação dos Construtores de Osasco e Prefeitura Municipal para discutir ideais para estimular o desenvolvimento local. Foram 138 inscrições e 47 projetos finalizados e entregues.

“Com certeza, o vencedor somará ainda mais para o desenvolvimento de nossa cidade, viabilizando um lugar mais moderno, estruturado e confortável aos frequentarem o calçadão, que hoje é o segundo maior polo de vendas do Estado de São Paulo”, destacou o presidente da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Osasco (AEAO), Leandro Fogaça.

Confira um resumo do projeto vencedor segundo a descrição das autoras, Letícia Juliana Pazian e Marina Vasarini Lopes:

1. o calçadão

projeto calçadão osasco

Foco central do projeto, toda a extensão do calçadão será coberta por uma estrutura leve, que pode ser instalada sem a perturbação das fachadas e palmeiras existentes. Propomos então uma estrutura de alumínio com cobertura composta de módulos triangulares inclinados 10º que podem variar entre 3 materiais e funções, como explicados nos esquemas abaixo.

A paginação do piso em hexágonos é um espelhamento simplificado da cobertura no chão, fazendo um jogo de formas e brincando com as sombras dos módulos metálicos. Fabricados em concreto drenante, o piso possui alta resistência ao mesmo tempo que garante a sustentabilidade do projeto. Combinado com uma família de mobiliário urbano também derivada da forma sextavada, o novo design trará maior identidade e ares modernos ao centro comercial.

O calçadão também é conhecido pelos famosos cachorro quentes, símbolo de Osasco. Todos os dias, visitantes e trabalhadores da região se revezam nos bancos colocados pelas “tias do cachorro quente” para almoçar ou fazer um lanche no meio da tarde. Por esse motivo, as barracas terão seu espaço abaixo da cobertura, entre as palmeiras, ficando assim protegidas de intempéries e da queda de cocos.

Os clientes, ao mesmo tempo, podem usufruir dos bancos para comer o lanche. Os camelôs hoje presentes na área terão espaço dedicado próximo ao shopping.

2. praça em frente ao shopping

projeto calçadão osasco 4A entrada principal do shopping configura um convidativo recuo do calçadão, por isso vamos reforçar seu caráter de praça. Atualmente, o local não possui nenhum tipo de vegetação ou mobiliário urbano, o que o caracteriza como uma área de passagem e não de estar. Para implementar essa nova função, propomos um desenho de praça urbana, com maciço arbóreo, bolsões de ajardinados, bancos, lixeiras e hierarquia de piso.

A cobertura do calçadão entrará parcialmente na praça, principalmente conduzindo os pedestres até a porta de entrada do shopping. Ela oferecerá proteção e auxiliará na integração visual da praça com o restante da rua. Entretanto, por não cobrir toda sua extensão, não abarafá a região.

A paginação do ambiente será regrada pelo mesmo padrão hexagonal, com revezamento de módulos de piso drenante, bancos e jardineiras. Robustas árvores plantadas nas jardineiras trarão conforto térmico ao mesmo tempo que criarão a marca da praça, distinguindo-se das palmeiras do calçadão.

O padrão de piso do calçadão será mantido. Nas áreas de maior circulação será utilizado o piso acinzentado e, nas áreas de estar, o piso bege. Apesar da beleza e resistência do atual mosaico português, ele dificulta a circulação de pessoas com mobilidade reduzida.

Outra desvantagem do desenho atual é a desconexão entre a área e o calçadão. Por isso, o novo desenho pretende fazer essa ligação visual utilizando o mesmo piso e família de mobiliário. Grandes bancos de concreto hexagonais foram propostos, da mesma família que os acentos modulares do restante do projeto. Cada banco entra no local de um módulo do piso, ao lado de um módulo ajardinado.

Os atuais quiosques serão mantidos em suas localizações, reinstalados após a colocada dos módulos de drenagem que tonam a praça uma esponja para os picos de chuva. Eles serão instalados entre as árvores, também auxiliando no conforto térmico para os funcionários destes estabelecimentos.

Desta forma, a nova área abrigará mais funções, trazendo mais atratividade tanto para o shopping quanto para o calçadão, sem comprometer as atividades que já ocorrem no local.

3. laterais do shopping

projeto calçadão osasco

As laterais do shopping serão destinadas aos ambulantes, utilizando a empena cega e expandindo os conceitos do calçadão para essa localização. Como mencionado anteriormente, os ambulantes hoje alocados ao longo da rua representam uma barreira ao fluxo de pedestres, necessitando um local mais adequado. No novo desenho, estruturas fixas darão lugar às precárias barracas e trarão vida ao que hoje são passagens inseguras e de pouco uso.

O layout será organizado de modo que, próximo às fachadas, barracas de roupas e de comida se alternam e, no centro, árvores e bancos deixam o local mais convidativo e dão suporte aos visitantes.

Bebedouros públicos serão instalados nessa localização, contribuindo ao bem estar de comerciantes e usuários. A continuação do piso modular e a instalação de luminárias e bancos da mesma família utilizada na praça em frente ao shopping tornará a área uma extensão da praça, envolvendo o shopping.

4. rua Antônio Agu

projeto calçadão osasco

Propomos a expansão parcial do calçadão ao longo de toda a Rua Antônio Agu, tornando-a um exclusivo corredor de ônibus, com apenas um leito carroçável. Nos anos 80, no momento de construção do calçadão, optou-se fechá-lo parcialmente por receio dos comerciantes em perder clientes. Entretanto, o fechamento se confirmou um sucesso em atrair público. Além disso, hoje não é permitido que automóveis parem ou estacionem na rua, não trazendo benefícios desse fluxo para lojistas que sofrem com ruído e poluição.

O fluxo de automóveis será redirecionado para as ruas Pedro Fioreti e João Crudo, que terão a direção alterada, como mostrado no mapa abaixo. As ruas que hoje têm acesso à Antônio Agú, como a Rua dos Marianos e a Rua Euclides da Cunha, terão duas direções no quarteirão próximo ao corredor de ônibus, como acontece atualmente nas ruas Antônio Bernardo Coutinho e Floriano Beltrano.

Essa medida trará vários benefícios na escala local e municipal. Sendo um corredor exclusivo para os ônibus, a extinção de conflitos com automóveis melhorará o fluxo, evitando atrasos nas linhas. Na altura dos pontos de ônibus, o leito carroçável será dividido em dois, de modo que os ônibus que não necessitam parar, possam ultrapassar facilmente.

Compartilhar

Comentários

28 Comentários

  1. O descaso é tão grande na saúde educação e esse prefeito tá se preocupando com calçada tenha do viu no posto não tem nem dipirona imagina o resto médico nem pra marca é um descaso absurdo

  2. No calor vai ficar horrivelmente quente…acho que cuidar da melhoria do sufoco das enchentes seria melhor…
    Qual o valor da obra?? Como será financiada??

  3. No governo do Emídio já havia sido feito um projeto análogo. Não saiu do papel por falta de recursos e interesses inconciliáveis dos comerciantes do centro. A história se repete como farsa? Um projeto impactante como esse deveria passar por várias audiências públicas pois causará mais problemas do que soluções a médio e longo prazo.

  4. Osasco não precisa de uma fachada,precisa de uma reforma na própria estação,não tem nenhuma benfeitoria ,uma estação abandonada,suja e escura,tanto dinheiro público sendo investido em coisas que não precisam,de presidente altino até a estação Miguel Costa,todas as estações estão abandonadas.
    O prefeito tem que fazer melhorias em coisas que precisa,e não em coisas desnecessárias.

  5. Precisamos pegar o dinheiro dessa obra desnecessária mais a obra da nova câmara e investir em saúde e educação para nossos irmãos.
    Paz.

  6. Tudo isso é muito belo,no projeto gostaria que se torne realidade,pois moro à 500 metros do Centro ,porém evito andar pela Rua da Estação ,próximo ao Mercadão de Osasco,muito lixo ,comércio de sucatas ,que incentiva o roubo de cabos de cobre,ralos de ferro e até grades da Praça ,próximo ao antigo Corpo de Bombeiros ,São cortadas ,retiradas para serem vendidos nos suca tão
    Portanto ,não adianta,deixar uma Rua embelezada e todas ao redor ,continuar com as mesmas sujeiras e comércio ilícito para uma zona Urbana,ninguém em Osasco conhece de leis e direitos de Zoneamento Urbano ,vão fazer um estágio nas cidades do nosso interior,Sorocaba,jundiaí,S..j.Campos,R.Preto.
    Poderia citar ,dezenas de cidades ,onde a região Central é bem cuidada ,sem esse projeto Sul Real,porém com ruas limpas, sem ,lixo ,comércio de Sucatas Ah esse só num raio de 10 km do Centro.
    Fazer esse Sonho de Calçadão é como varrer a sala e jogar em baixo do tapete.

  7. Vai fazer obra no ano de eleição kkkkkkkkkkkkkk muito ridículo mesmo vai deixar pro próximo prefeito pq esse Rogério Lins prefeito dos radares só mais nada
    Agora no final do mandato quer fazer obra
    Faz um favor para o povo de Osasco some daqui

  8. Enquanto isso a bandidagem toma conta da cidade. Na Vila Pestana onde moro, é um roubo de carro a cada dois dias, o pronto socorro tem um médico pra atender uma multidão de gente, a delegacia parece que está abandonada, existe uma tabacaria que não possuí isolamento acústico, promove pancadão todo final de semana e ainda permite menores de idade frequentar o local normalmente (não sei como a prefeitura concede um alvará de funcionamento pra um lugar desse). As ruas estão em péssimo estado a anos… Enfim a cidade tem outras prioridades maiores como segurança e saúde, mas preferem se preocupar mais com a estética de um local do que com a qualidade de vida da população

  9. Mudanças para melhoria,são bem vindas ..porém precisamos identificar quais são as prioridades
    Com certeza segurança e saúde deixam muito a desejar….
    Mas por falar em calçadão… tá cheirando a esgoto!

  10. Precisamos de saúde de emprego não arrumar calçadão affff saúde ta uma porcaria emprego não tem agora ficam preocupado com calçadão de osasco vão melhorar a saúde, as creches as escolas isso é mais importante

  11. Ridículo essa administração de Osasco ,cadê saúde , segurança pavimentação das ruas e avenidas, parabéns Rogério Lins pior prefeito da história, superando o Lapas !

  12. A saúde de Osasco está um caos. Porque não compram medicamentos e contratam profissionais para atender a população ao invés de ficarem jogando dinheiro. Povo doente não tem como fazer compras no calçadão de Osasco!!!! Absurdo!!!!

  13. E quem é que vai fazer a manutenção dessas coberturas? Vai deixar sujos, escuros para coligar ainda mais o
    Índice de roubo ? Porque não utilizam esse dinheiro para arrumar o que precisa ser arrumado? Quando chove e alaga a Pedro Fioretti, entra água na parte da emergência do
    Hospital Antonio Giglio. E vergonhoso isso!!!

  14. Poderia começando a organizar o trânsito na Primitiva e na A. Agu, onde os ônibus não respeitam a faixa exclusiva pra eles, invadindo a única faixa dos carros, caos total pela falta de fiscalização.

  15. Tudo muito bonito em um projeto 3 D, onde a tela aceita tudo, mas há fatores como calor elevado, pouca ventilação e que pode transformar a área em uma grande estufa.
    Durante o verão, o calçadão fica um forno. Imagina se tudo ficar fechado.

  16. Tudo muito bonito em um projeto 3 D, onde a tela aceita tudo, mas há fatores como calor elevado, pouca ventilação e que pode transformar isso tudo em uma grande estufa.
    Durante o verão, o calçadão fica um forno. Imagina se tudo ficar fechado.

  17. Poderiam colocar, aqueles ventiladores com saída com vapores de águas, para o dia mais quentes do ano. E câmeras de segurança bem a vista do povo, principalmente pra os malacos verem.

  18. Mais dinheiro que vai pro ralo. O prefeito não limpa a cidade, não arruma o asfalto das ruas, não tem segurança, não tem médicos , a passagem dos ônibus são caras, tem obras que não terminam. Agora isso ai é pra justificar o caixa 2, ano que vem tem eleições municipais. Abra o olho povo de Osasco.

  19. Gostei! Qualquer mudança vai melhorar e muito. Nas chuvas sofremos para fazer as compras. Aí sim não saio mais de lá
    O comércio de Osasco não deve nada a ninguém.

Faça seu comentário

Mais notíciasMcDonald’s realiza Dia em Família especial em Osasco neste sábado (12)
Mais notíciasFiscalização flagra irregularidades em mais um posto de combustíveis em Osasco