Confirmado: São Paulo demite Fernando Diniz e Raí também deixa o clube

A situação de Fernando Diniz no comando do São Paulo ficou insustentável após um mês de janeiro tenebroso

0
demissao fernando diniz sao paulo
Divulgação

Após uma sequência de resultados ruins durante o mês de janeiro, o São Paulo confirmou, por volta das 16h30 desta segunda-feira (1º), a demissão do técnico Fernando Diniz do comando do time. Raí também deixou a diretoria de futebol do clube. Rui Costa, que só assumiria o cargo após o Brasileirão, teve sua chegada ao clube antecipada.

publicidade

A pressão em cima do treinador era cada vez maior e a derrota e o desempenho ruim da equipe na derrota para o Atlético-GO por 2 x 1 fora de casa neste domingo (31) foi a gota d’água para a diretoria decidir pela demissão de Fernando Diniz.

A situação de Fernando Diniz no comando do São Paulo ficou insustentável após um mês de janeiro tenebroso, em que o time não venceu, somando quatro derrotas, entre elas dois vexames, contra Red Bull Bragantino (4 x 2) e Internacional (5 x 1 em pleno Morumbi), além de dois empates.

publicidade

À frente do clube do Morumbi, o ex-treinador do Osasco Audax viveu poucos períodos de tranquilidade e acumulou resultados considerados vexatórios, como a eliminação para o Mirassol no Campeonato Paulista, e a queda na Libertadores ainda na primeira fase da competição.

A pressão sobre o técnico foi amenizada com o time avançando na Copa do Brasil, até ser eliminado pelo Grêmio na semifinal, e na liderança do Campeonato Brasileiro. No entanto, a queda brusca (e sem dar sinais de reação), nos últimos jogos tirou o time da ponta da tabela no Brasileirão e praticamente sem chance de título. O time que chegou a ter sete pontos de vantagem para o vice-líder hoje está sete pontos atrás do líder, Internacional.

publicidade

Confira nota oficial sobre as saídas de Fernando Diniz e Raí na íntegra:

“O São Paulo Futebol Clube informa que Fernando Diniz deixa o comando técnico da equipe nesta segunda-feira. Raí, Executivo de Futebol desde o fim de 2017, optou por deixar o cargo, em que ficaria até o fim do Campeonato Brasileiro, de forma imediata.

Também serão desligados o preparador físico Wagner Bertelli e os auxiliares Marcio Araújo e Eduardo Zuma, que chegaram ao clube junto com o treinador.
Ao longo de 16 meses, Diniz dirigiu a equipe em 74 partidas, com 34 vitórias, 20 empates e 20 derrotas. Márcio Araújo esteve no banco em outras três ocasiões em que o treinador cumpria suspensão: uma vitória, um empate e uma derrota.
O São Paulo agradece aos profissionais pelo trabalho e pela dedicação demonstrados durante todo o período em que defenderam nossas cores.
O Presidente Julio Casares concederá uma entrevista coletiva a partir das 17h30 desta segunda-feira, no CT da Barra Funda, com transmissão ao vivo pela SPFCtv”.

Comentários