Covid-19: Osasco vai reabrir hospital de campanha e aumentar testagem; prefeito descarta lockdown

0
Rogério Lins Osasco covid-19
Foto: Reprodução

O prefeito de Osasco, Rogério Lins (PODE), anunciou, na noite desta quarta-feira (25), que o hospital de campanha voltado ao atendimento de pacientes com covid-19, na Policlínica da Zona Norte, será reaberto.

publicidade

“Vamos reabrir uma das alas do nosso hospital de campanha da Policlínica na zona Norte. Ele vai ficar ali de stand-by, à disposição da nossa população, caso a gente tenha que levar pessoas com coronavírus em estado intermediário”, declarou Lins, em transmissão ao vivo via Facebook.

Dos leitos destinados aos pacientes com covid-19 em Osasco, 62,1% estão ocupados e 37,9 % estão livres, de acordo com o boletim divulgado nesta quarta-feira (25) pela administração municipal. Com relação à taxa de ocupação dos respiradores, o município tem 18,9% dos aparelhos ocupados e 81,1% livres.

publicidade

Outra medida anunciada pelo prefeito é o reforço do teste RT-PCR, mais conhecido como swab, nas unidades básicas de saúde do município. O teste já está disponível gratuitamente para a população desde que seja sintomática.

“Não teremos lockdown em Osasco”, diz

Rogério Lins reforçou ainda que o município está na fase verde do Plano São Paulo, mas que a pandemia ainda não acabou. “Não teremos lockdown em Osasco, mas a participação e a colaboração dos pessoas é muito importante. É fundamental que continuem usando máscara, álcool gel e que continuem cumprindo o distanciamento social”.

publicidade

“A gente começa a transitar nas ruas da cidade e ver que as pessoas não usam máscara com a mesma frequência, não usam álcool gel com frequência, não cumprem o distanciamento social e isso pode trazer um aumento de casos”, continuou.

Além de chamar a atenção da população para continuar seguindo as medidas contra a disseminação da covid-19, o prefeito informou que as fiscalizações no calçadão de Osasco e em demais lugares que concentram maior número de pessoas também serão intensificadas.

Segundo Lins, todas as medidas tomadas pela administração municipal neste momento são de caráter preventivo. “No mês de novembro, foi o mês que tivemos o menor número de óbitos diários por covid-19 na nossa cidade. Isso não quer dizer que não temos que ligar um sinal de alerta. As nossas medidas devem ser preventivas”, finalizou.

Comentários