Diocese de Osasco afasta padre após denúncia de importunação sexual

Afastado cautelarmente, padre nega as acusações

0
padre omar araçariguama diocese osasco
O padre Omar Reis, da Paróquia Nossa Senhora da Penha, em Araçariguama, nega as acusações / Foto: reprodução / Facebook

A Diocese de Osasco afastou cautelarmente um padre que atua na cidade de Araçariguama após ele ter sido acusado de importunação sexual por uma jovem e duas adolescentes, segundo o portal G1. Ele nega as denúncias.

publicidade

Uma jovem relatou à Polícia Civil que o padre Omar Reis, da Paróquia Nossa Senhora da Penha, em Araçariguama, chegou a acariciar seu braço e tentou beijá-la, mas ela afirmou que conseguiu se afastar dele.

A mulher trabalhou na paróquia no fim do ano passado afirmou ainda que ele agiu de forma agressiva com coroinhas.

publicidade

Além disso, em outro dia, o padre chegou por trás acariciando sua barriga enquanto ela lavava a louça, relatou. A jovem contou ainda que em uma ocasião ele e pegou pelo cabelo, a cheirou, e afirmou que não queria que ela ficasse bonita para outros homens.

Com a, segundo ela, insistência do padre, a mulher afirma que desistiu de trabalhar na paróquia e foi denunciar o caso à polícia.

publicidade

Em depoimento acompanhado de um advogado, o padre negou às acusações. “Estou consciente que nada fiz daquilo que está sendo acusado”, afirmou, em nota ao G1. “Eu estava há pouco tempo na paróquia e a gente teve a oportunidade, principalmente nesse tempo de pandemia, de tentar, em primeiro lugar, ressaltar o valor da religiosidade”. A Diocese de Osasco não comentou o caso.

Comentários