Doria divide Grande SP em 5 microrregiões, mas Osasco, Carapicuíba e região ainda não podem flexibilizar quarentena

0
retomada das atividades sp doria
No plano de retomada gradual das atividades econômicas de Doria, a Grande São Paulo está classificada na Fase 1, quando não há possibilidade de flexibilização da quarentena / Foto: Reprodução

O governador João Doria (PSDB) anunciou, nesta terça-feira (29), que a Grande São Paulo será dividida em cinco microrregiões dentro do plano de retomada gradual das atividades comerciais. No entanto, os municípios ainda não possuem permissão para flexibilizar a quarentena.

publicidade

A medida atendeu parcialmente o pedido dos prefeitos de Osasco, Carapicuíba, Itapevi e região, que se reuniram no palácio dos Bandeirantes na quinta-feira (28), para reivindicar a reclassificação desses municípios no Plano de Doria a fim de conquistar início da flexibilização da quarentena.

“A região metropolitana de São Paulo, a chamada Grande São Paulo, será agora dividida em cinco regiões de saúde no plano São Paulo. Por abrigar mais de 22 milhões de habitantes e contar com uma organização de saúde com distribuição de leitos e internação hospitalar própria, considerando a complexidade, o seu tamanho, a disposição e a capacidade de prefeitos e prefeitas da região metropolitana, nós agora teremos 5 regiões de saúde”, declarou o governador.

publicidade

A divisão será feita em região Oeste/ Rota dos Bandeirantes, que contempla os municípios de Osasco, Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus; região Sudoeste, com as cidades de Cotia, Embu, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista.

Já a região Sudeste/ Grande ABC contempla Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra,Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul; a região Leste/ Alto Tietê engloba Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano. Por fim, a região Norte abrange Caieiras, Cajamar, Francisco morato, Franco da Rocha e Mairiporã.

publicidade

Não há flexibilização imediata da quarentena

Apesar da divisão da Grande São Paulo em microrregiões dentro do plano de retomada das atividades comerciais, as cidades ainda vão permanecer na Fase 1 do plano, em que não há possibilidade de flexibilizar a quarentena.

“Não existe nenhuma alteração imediata de fase com nenhuma das cinco regiões daqui da região metropolitana de São Paulo, mas fica muito claro que o trabalho em conjunto de aumento de leitos é fundamental pra que a gente possa, com segurança, fazer essa retomada consciente com eles”, disse o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

De acordo com Vinholi, o novo modelo de divisão foi aprovado no comitê de contingência e dialogado com os prefeitos, que teriam aprovado, por unanimidade, o novo modelo para análise do quadro da pandemia na Grande São Paulo.

Comentários