Doria divide Grande SP em 5 microrregiões, mas Osasco, Carapicuíba e região ainda não podem flexibilizar quarentena

0
retomada das atividades sp doria
No plano de retomada gradual das atividades econômicas de Doria, a Grande São Paulo está classificada na Fase 1, quando não há possibilidade de flexibilização da quarentena / Foto: Reprodução

O governador João Doria (PSDB) anunciou, nesta terça-feira (29), que a Grande São Paulo será dividida em cinco microrregiões dentro do plano de retomada gradual das atividades comerciais. No entanto, os municípios ainda não possuem permissão para flexibilizar a quarentena.

A medida atendeu parcialmente o pedido dos prefeitos de Osasco, Carapicuíba, Itapevi e região, que se reuniram no palácio dos Bandeirantes na quinta-feira (28), para reivindicar a reclassificação desses municípios no Plano de Doria a fim de conquistar início da flexibilização da quarentena.

“A região metropolitana de São Paulo, a chamada Grande São Paulo, será agora dividida em cinco regiões de saúde no plano São Paulo. Por abrigar mais de 22 milhões de habitantes e contar com uma organização de saúde com distribuição de leitos e internação hospitalar própria, considerando a complexidade, o seu tamanho, a disposição e a capacidade de prefeitos e prefeitas da região metropolitana, nós agora teremos 5 regiões de saúde”, declarou o governador.

Publicidade

A divisão será feita em região Oeste/ Rota dos Bandeirantes, que contempla os municípios de Osasco, Barueri, Carapicuíba, Itapevi, Jandira, Santana de Parnaíba e Pirapora do Bom Jesus; região Sudoeste, com as cidades de Cotia, Embu, Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista.

Já a região Sudeste/ Grande ABC contempla Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra,Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul; a região Leste/ Alto Tietê engloba Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano. Por fim, a região Norte abrange Caieiras, Cajamar, Francisco morato, Franco da Rocha e Mairiporã.

Não há flexibilização imediata da quarentena

Apesar da divisão da Grande São Paulo em microrregiões dentro do plano de retomada das atividades comerciais, as cidades ainda vão permanecer na Fase 1 do plano, em que não há possibilidade de flexibilizar a quarentena.

“Não existe nenhuma alteração imediata de fase com nenhuma das cinco regiões daqui da região metropolitana de São Paulo, mas fica muito claro que o trabalho em conjunto de aumento de leitos é fundamental pra que a gente possa, com segurança, fazer essa retomada consciente com eles”, disse o secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

De acordo com Vinholi, o novo modelo de divisão foi aprovado no comitê de contingência e dialogado com os prefeitos, que teriam aprovado, por unanimidade, o novo modelo para análise do quadro da pandemia na Grande São Paulo.

Comentários