Em Brasília, Rogério Lins garante R$ 12 milhões em emendas para a Saúde de Osasco

3
O prefeito Rogério Lins durante entrega de reforma do pronto socorro "André Sacco" / Foto: Serginho Gobatti

Em visita a Brasília na terça-feira, 30, o prefeito Rogério Lins conseguiu R$ 12 milhões para investimentos na Saúde de Osasco. O valor será destinado à cidade, por meio de emendas parlamentares apresentadas pelos deputados do PODEMOS, PSC, PRB e DEM, com os quais o prefeito esteve reunido.

publicidade

“Vamos utilizar os recursos para o custeio da Saúde, como aquisição de equipamentos e suprimentos”, disse o prefeito. Lins afirma estar “bastante otimista” com o apoio que o município encontra junto aos parlamentares.

O prefeito destaca ações na Saúde durante seu mandato. Em quase dois anos da atual gestão, a Prefeitura já ampliou os leitos de UTI neonatal na Maternidade Amador Aguiar; criou leitos para nascidos prematuros e leitos conjuntos (mães e bebês); contratou mais médicos, o que possibilitou o aumento no número de atendimentos diários de 15 mil para 25 mil; implantou Pediatria 24 Horas no Santo Antônio, Vila Menk, Conceição, Jardim D’Abril, Rochdale e Helena Maria, além de reformar e modernizar o Pronto-Socorro Infantil do Hospital Municipal Antônio Giglio, a Unidade Básica de Saúde Vila Ayrosa e os Prontos-Socorros do Pestana e do Ayrosa.

publicidade

O prefeito também anunciou recentemente a construção do primeiro hospital municipal infantil e a transformação da Casa da Mulher em hospital da mulher, garantindo mais e melhores serviços e exames.

“Nós também iremos concluir as obras da UBS do Rochdale, que beneficiará cerca de 10 mil pessoas, e entregar a UBS de Presidente Altino, construída em parceria com a iniciativa privada”, disse o chefe do Executivo.

publicidade

Comentários

3 COMENTÁRIOS

  1. Antônio Martins, meu cunhado Roberto Sabóia precisou de médico levei no pronto socorro da Ayrosa, ele ficou uma semana com todos os tratamentos necessários inclusive UTI, recebeu o melhor possível inclusive muita atenção dos enfermeiros médicos e funcionários, depois através de ambulância UTI foi transferido pro hospital Antônio Giglio, onde ficou mais de uma semana, também UTI , muito bem cuidado pelos médicos enfermeiros e funcionários, com Alta descriminando todo quadro e encaminhamento pra especialistas. Eu retirei a Laringe e pagava uma fortuna pra comprar Prótese Constitua e Adesivos+ Filtro, a prótese pra troca pagava R$1.200,00 em hospital particular procedimento realizado na sala do médico. Uma eficiente funcionária do posto de saúde da Vila Ayrosa, entrou contato com a secretaria da saúde bem através da Defensoria Pública, hoje recebo este material da prefeitura gratuitamente e esta mesma funcionária eficientes Sima. ( Hoje aposentada) ligou pra vários setores e conseguiu que me encaminhacem pro hospital geral de Carapicuíba, hospital muito bom em relação ao pessoal muito humanos e nós equipamentos de primeira linha, também a AME muito bom. Pra trocar a prótese pagava em hospital particular ,o valor de R$ 1.200,00 isto em menos de 10 minutos no consultório hoje tudo é gratuito e nem convênio trataria melhor, sou muito grato por tudo , que tenho encontrado e parabenizo e agradeço os. Médicos enfermeiros e funcionários grande abraços a todos Antônio Martins

  2. Meu cunhado precisou de médico e foi muito bem atendido no pé da vila Ayrosa, depois de ficar por uma semana muito bem cuidado, foi transferido para o hospital Antônio Giglio, onde ficou na UTI também muito bem cuidado, sinceramente não posso falar mal da saúde de Osasco, eu recebo um material de alto custo Prótese Constitua + kits pra fala, nunca faltou e o carinho e atenção que recebo não tem dinheiro que pague e também o hospital geral de Carapicuíba onde fui encaminhado pela secretaria de Saúde de Osasco através de uma funcionária muito eficiente do posto de saúde Ayrosa. Hospital geral de Carapicuíba de primeira linha em atendimento humano e equipamentos, parabéns a Osasco e Carapicuíba bem como a AME todos custeados pelo governo do estado. abraços Antônio Martins

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmpresas de ônibus de Osasco conseguem liminar para barrar gratuidade acima dos 60 anos
Próximo artigoCom participação gratuita, feira em Osasco vai reunir mais de 50 empresas do mercado condominial