Escola de idiomas esclarece que não tem mais vínculo com Carlos Wizard

0
wizard osasco
Unidade da Wizard em Osasco e o empresário Carlos "Wizard" Martins / Fotos: divulgação

A rede de escolas de idiomas Wizard emitiu comunicado na manhã desta quarta-feira (30) no qual esclarece que a empresa não tem mais qualquer vínculo com seu fundador, o empresário Carlos “Wizard” Martins. Ele é acusado de fazer parte de um “gabinete paralelo” do Ministério da Saúde na pandemia e ficou em silêncio em depoimento à CPI da Covid no Senado.

publicidade

“Desde 2014, a Wizard by Pearson faz parte da maior empresa de aprendizagem do mundo, a Pearson. Naquele ano, a multinacional britânica adquiriu a totalidade dos direitos e do controle sobre a marca, passando a ser sua única proprietária e encerrando por completo qualquer vínculo entre a rede de escolas de idiomas e o seu ex-dono, o empresário Carlos Martins”, diz o comunicado.

Nas redes sociais, a empresa esclareceu ainda que “não foi a Wizard que herdou o nome de Carlos Martins, e sim o empresário que passou a utilizar a palavra em seu nome. Desconhecemos o motivo de ele optar por continuar assinando como Carlos ‘Wizard’ mesmo sendo sócio de uma rede concorrente (a WiseUp)”.

publicidade

“A Wizard by Pearson aproveita a oportunidade para se expressar em favor da vida, da saúde e da ciência. Desde o início da pandemia, orientamos nossos franqueados e colaboradores sobre todas as medidas necessárias para respeitar a legislação e os protocolos sanitários vigentes, sempre buscando garantir a segurança de nossos professores, alunos, colaboradores e parceiros”, afirma a rede de escolas de idiomas.

publicidade

Comentários