Ex-jogador do São Paulo, Michel Bastos diz que sofreu racismo em supermercado em Alphaville; vídeo

"Já é a terceira vez que eu chego no caixa e a primeira questão é essa, perguntam se eu sou entregador", declarou o ex-jogador.

0
michel bastos racismo
Michel Bastos durante passagem pelo São Paulo / Foto: divulgação

Ex-jogador de futebol com passagens por clubes como São Paulo e Palmeiras, além de ter vestido a camisa da seleção brasileira, Michel Bastos diz que foi vítima de racismo em um supermercado em Alphaville, área nobre entre Barueri e Santana de Parnaíba, onde mora.

publicidade

Ao falar sobre preconceito com seguidores em vídeo no Instagram, o ex-jogador diz ter sido confundido com um entregador de aplicativo, e que não é a primeira vez que isto acontece no mesmo estabelecimento. “Mais cedo eu fui ao supermercado St. Marche aqui em Alphaville, onde moro, peguei o que eu tinha que pegar e fui até o caixa. Cheguei no caixa, estava vazio, e a moça olha pra mim e fala: ‘é Rappi [aplicativo de entregas]?’. O olhei pra ela e falei ‘não’”, contou.

“E essa não foi a primeira vez que aconteceu, por isso me indignou. Porque já é a terceira vez que eu chego no caixa e a primeira questão é essa, perguntam para mim se eu sou entregador”, emendou Michel Bastos.

publicidade

“Por que para mim é diferente?”

“Nada contra os entregadores, é um emprego digno como qualquer outro. [Em outra situação,] tinham outras pessoas na minha frente e a primeira pergunta foi se elas eram clientes St. Marche e se queriam CPF na nota. Hoje, não tinha ninguém, só um senhor atrás de mim. Fui colocando minhas compras no carrinho e esperei só para ver qual seria a pergunta para esse senhor que estava atrás. Simplesmente ela não fez a mesma pergunta para ele. Perguntou se ele era cliente St. Marche e se queria CPF na nota. O que me indigna é pelo simples fato de querer saber por que para mim é diferente?”.

O St. Marche ainda não se pronunciou sobre o caso.

publicidade

Comentários