Força Bruta: Cotia recebe fortões de 4 países em competição transmitida pela Globo

Atual campeão, o russo Mikhail Shivlyakov terá grandes adversários pela frente: o canadense Jean-François Caron, o estoniano Rauno Heinla e o inglês Terry Hollands

0
O canadense Jean-François Caron será um dos competidores

Cotia será palco mais uma vez da competição Força Bruta, que reúne fortões de diversos países. A oitava edição da disputa acontecerá no dia 7 de fevereiro, domingo, no Parque Teresa Maia.

publicidade

O evento terá a presença de quatro dos homens mais fortes do mundo. Atual campeão da disputa, o russo Mikhail Shivlyakov terá grandes adversários na tentativa do bicampeonato do evento: o canadense Jean-François Caron, o estoniano Rauno Heinla e o inglês Terry Hollands.

A competição, com transmissão ao vivo da TV Globo, a partir das 10h, faz parte da programação do Esporte Espetacular e, excepcionalmente, não terá presença de público neste ano, devido a pandemia da Covid-19.

publicidade

Mikhail Shivlyakov chega em Cotia com boas credenciais para manter seu posto de vencedor do Força Bruta, evento de atletismo de força que rapidamente caiu nas graças do público brasileiro. O russo de 40 anos, 1,87 m e 135 kg, que já ganhou diversos títulos do esporte em seu país, destaca-se ainda por ter sido campeão do Arnold South Africa Pro Strongman, em 2018, e vice-campeão do Arnold Australia Pro Strongman, no ano anterior.

Campeão canadense da modalidade nove vezes, entre 2011 e 2019, Jean-François Caron promete dar trabalho ao atual dono do trono no Força Bruta. Aos 38 anos, Jean-François é um dos peso pesados do evento, com 1,91 m e 155 kg. Com dez participações no World’s Strongest Man, chegando oito vezes à fase final do evento, o atleta obteve seu melhor resultado na competição internacional em 2020, quando foi o terceiro colocado.

publicidade

Com 1,83 m de altura e 133kg, Rauno Heinla tem 37 anos e foi seis vezes o homem mais forte da Estônia. Já conquistou o título do Arnold Brasil Pro Strongman Champion em 2018 e do Arnold Classic Austrália em 2018. Tem um bicampeonato competindo na Lituânia, além do terceiro lugar no World Deadlift Championship de 2015, com 435 kg.

Campeão do Força Bruta em 2019 e vencedor do World’s Strongest Man Masters no mesmo ano, o inglês Terry Hollands, 40 anos, também tem um currículo de vitórias no esporte, com os seus 1,99 m e 155 kg. Homem mais forte da Inglaterra, o atleta ostenta três terceiras colocações no torneio mundial World’s Strongest Man, em 2007, 2011 e 2017.

força bruta cotia globo
O inglês Terry Hollands é outro atleta na disputa / Foto: Rodrigo Dod / Savaget

“O Força Bruta já tornou-se uma tradição no verão brasileiro, sempre com ótima audiência. Este ano, em particular, não teremos o calor dos torcedores, mas temos a certeza de que os homens mais fortes do mundo darão novamente um show em Cotia”, comenta Ana Paula Leal, diretora da Savaget & Excalibur Promoções e Eventos.

As provas

Assim como nas edições anteriores, o Força Bruta terá três provas para a definição do campeão do torneio. A primeira será a medley, com o famoso três em um. Cada atleta vai iniciar carregando a Corrente, com o peso de 300 kg, por um espaço de 10 metros.

Em seguida, será a vez do Dead Lift (levantamento de peso), onde farão quatro repetições com peso total de 320 kg. A primeira prova encerra-se com o Power Stairs, em que os participantes terão que subir cinco degraus, elevando até o último “andar” um peso de 200 kg.

A segunda prova será a do barril (Keg Toss), na qual cada competidor terá que jogar oito barris, de 20 a 26 kg, por cima de uma barra de cinco metros de altura. O campeão do Força Bruta 2021 será definido na prova do Caminhão, em que cada atleta terá que puxar um caminhão por 10 metros de distância. Vence esta última disputa aquele que terminar a tarefa no menor tempo.

O Força Bruta 2021 tem os patrocínios de Rexona, Piracanjuba, Dorflex, Nissan, Atlhetica Nutrition e Reign Body Fuel, e conta com o apoio da Prefeitura de Cotia. A realização do evento é da Savaget & Excalibur Promoções e Eventos.

Comentários