Grafiteiros vão transformar Viaduto Tancredo Neves, em Osasco, em galeria a céu aberto

0

A arquiteta paulistana Faviana Okamoto desenvolveu um projeto especialmente para transformar o Viaduto Tancredo Neves, em Osasco, no que ela chama de “galeria a céu aberto”. Nos dias 13, 14 e 15 de dezembro, ela, dois curadores e mais de 20 artistas prometem cobrir 450 metros quadrados de extensão do acesso com muita cor, criatividade e diversidade.

O Viaduto “Tancredo Neves” não ostenta apenas um ar ranzinza por força do cimento frio que o reveste em 32 anos de existência. Trata-se da maior ponte de Osasco, que cruza o Rio Tietê e une as Regiões Norte e Sul da cidade de pouco mais de 697 mil habitantes.

Faviana Okamoto discute o projeto com o prefeito Rogério Lins e secretários municipais

Para conceder novos contornos à estrutura, durante a ação social que recebeu o nome de “OKA – Arrumando a Casa”, Faviana calcula o uso de 640 frascos de tinta, 10 latas grandes de tinta látex branca, 50 uniformes, 20 macacões, 25 pares de luvas, além de óculos, fita-crepe e muita disposição para transformar o acesso num dos principais pontos turísticos culturais do município.

Publicidade

O trabalho conta com o apoio da Prefeitura de Osasco e com o patrocínio da Corante Tintas e da Colorgin.

Formado em História da Arte, Arte Brasileira e Arte Contemporânea, Antonio Mosko é um dos curadores do projeto. Premiado no Mapa Cultural Paulista, pela Secretaria de Educação de São Paulo e nos concursos “Computer Arts” e “Close-up”. Ele  ainda contará na Curadoria com a companhia de Dingos Del Barco, fundador da Associação de Grafiteiros de Osasco e Região (A.G.O.R.), que abarca pichadores, skatistas e escritores voltados à arte urbana.

Essa é a dupla que Faviana confiou a seleção dos artistas que vão se expressar via formas, elementos e desenhos no muro do Viaduto “Tancredo Neves”: “Em 13 de dezembro, vamos preparar a base e cobrir toda a extensão do muro do acesso com tinta branca. No dia 14, daremos início ao trabalho com os artistas. Dia 15, finalizamos e entregamos a estrutura totalmente revitalizada para Osasco. Tenho verdadeira paixão pela arte urbana, na mesma intensidade que acredito que a Arte e o Esporte, tanto quanto a Educação transformam a sociedade para melhor”, defende a arquiteta de 36 anos.

Faviana não vai cobrar nada pela idealização e pela organização do “OKA – Arrumando a Casa” em Osasco. E mais: totalmente voluntário, o trabalho, segundo a profissional, tem tudo para chegar em outras cidades e regiões do estado de São Paulo. A ideia é expandir a iniciativa e colaborar com os poderes públicos para a recuperação do maior número de espaços possível por meio da arte urbana:

“Reunir numa só ação cidadania e respeito pelo espaço público, ao mesmo tempo em que se resgata o sentimento de pertencimento de toda uma comunidade e se transforma um espaço vazio em arte pulsante, numa grande área de convívio. Este é o principal objetivo da ´OKA – Arrumando a Casa´”, avalia a arquiteta.

Preocupação Social

Faviana teve conhecimento da situação do Viaduto “Tancredo Neves”, em Osasco, quando ela e o filho mais novo, de 1 ano, foram até a cidade em busca de uma vacina que tinham de tomar e que não havia encontrado em São Paulo.

A princípio, a profissional teve a ideia de recuperar a estrutura do posto de saúde onde foi imunizada. Ao ser informada que a Prefeitura já tinha um plano de recuperação para as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Faviana acolheu a sugestão de trabalhar o muro do maior acesso do município.

Casada, Faviana tem outro filho, de 3 anos. Graduada em Arquitetura e Urbanismo, desde 2006, pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Faviana nasceu em Palestina, cidade do interior do Estado de São Paulo. Contudo, mora na capital há sete anos.

No Mato Grosso e no Mato Grosso do Sul, Faviana trabalhou por oito anos, com ênfase em projetos públicos. Por alguns projetos que assinou, recebeu premiações importantes. Já entre 2010 e 2011, a empresa de Arquitetura que mantinha em Campo Grande-MS foi o da região que mais atendeu lojas de shoppings.

Na empresa Todeschini, atuou por três meses. Em São Paulo, há sete anos é proprietária do escritório Okamoto Arquitetura, que tem sede no Alto de Pinheiros.

Ficha técnica:

“OKA – Arrumando a Casa” em Osasco

Arte Urbana (Grafite) – Projeto Social
Local: Viaduto “Presidente Doutor Tancredo de Almeida Neves”
Extensão:450 metros quadrados
Idealizadora: Arquiteta Faviana Okamoto
Curadores: Antonio Mosko e Dingos Del Barco
Patrocinadores: Corante Tintas e Colorgin
Apoio: Prefeitura de Osasco-SP
Datas: 13 de dezembro: preparação da base e cobertura do Viaduto com tinta branca
14 e 15 de dezembro: aplicação de arte urbana
Horário: A partir das 9 horas
Mais informações pelo telefone: (011) 3021-1608
E-mail: okamoto.arq@gmail.com
Redes Sociais: Instagram: @okamotoarquitetura / Facebook: okamotoarquitetura

Comentários