“Lula nunca fugiria do Brasil”, diz Valdir Roque

0
Roque: apreensão do passaporte é medida descabida e absurda.

Após a Justiça de Brasília determinar – na noite desta quinta-feira, 25 – a apreensão do passaporte do ex-presidente Lula, às vésperas de uma viagem que o petista faria à Etiópia, o ex-vereador de Osasco e presidente da Macro Região Valdir Roque classificou a medida como descabida e absurda.

Bacharel em Direito, Roque afirmou que a Justiça brasileira erra ao proibir Lula de sair do país porque não há motivos para isso. “É um absurdo o que estão fazendo. Lula nunca fugiria do Brasil”, destacou.

O ex-presidente daria uma palestra neste sábado, 27 de janeiro, em Addis Abeba, capital da Etiópia. O evento era parte de uma série de atividades que compõem o Encontro Anual da União Africana, cujo tema é “Vencendo a luta contra a corrupção”. A participação de Lula se daria no evento intitulado “Parceria renovada para acabar com a fome na África até 2025 – Cinco anos depois: fazendo um balanço de progressos e lições à luz dos objetivos de desenvolvimento sustentável”. E apesar de o passaporte ainda não ter sido apreendido pela Polícia Federal, Lula cancelou a viagem.

Publicidade

Roque acusou ainda a Justiça brasileira de estar perdida e ser incompetente. “Eles não estão respeitando o direito legal”, pontuou. Para ele, o judiciário promove um Estado de Exceção no país, condenando Lula sem provas. “Há um sentimento de indignação, de vergonha do judiciário brasileiro”, continuou.

De acordo com o juiz substituto Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, autor do pedido para a apreensão do passaporte, ao deixar o Brasil Lula poderia tentar fixar domicílio em outro país. A Etiópia é um dos países da África que não possui acordo de extradição com o Brasil.

Comentários