Marcas, mãos ressecadas, dor de cabeça e força: enfermeira de Osasco relata luta contra o coronavírus

0
enfermeiras osasco coronavírus
Profissionais da saúde do PS Andre Sacco, no Pestana, em Osasco / Foto: Reprodução

A enfermeira Lilian Rocha Ferezim, que trabalha no Pronto Socorro “Andre Sacco”, no Pestana, em Osasco, desabafou, nas redes sociais, sobre a luta para cuidar dos doentes em meio à pandemia do novo coronavírus (covid-19). “Matando um leão por dia!”.

publicidade

“É… máscaras, que marcam, que machucam nossas faces, sufocam e nos causam cefaleia no final do plantão. Mãos ressecadas de tanto lavar e usar álcool gel. Óculos de proteção que machucam nossas orelhas, toucas que marcam nossas testas. E assim seguimos matando um leão por dia!!!”, desabafou.

“Seguimos com medo do inimigo invisível, nos apoiamos na força do outro. Mais um dia! Um dia de cada vez…seguimos firmes!”, completou a enfermeira osasquense Lilian Rocha Ferezim.

publicidade

Osasco tem 38 casos confirmados e duas mortes por coronavírus

Até a noite desta terça-feira (31), Osasco tinha a confirmação de 38 casos  e duas mortes em decorrência de covid-19, segundo dados da Prefeitura. Outros quatro óbitos com suspeita da doença estão em investigação e três foram descartados.

publicidade

A cidade contabiliza ainda 880 casos suspeitos de coronavírus notificados até o momento, dos quais 695 ainda em análise e 138 foram descartados por critério laboratorial.

bairros coronavírus osasco
Reprodução

PREVENÇÃO À TRANSMISSÃO

O novo coronavírus é transmitido por espirro, tosse e gotículas de saliva.

Os sintomas mais comuns apresentados são tosse, febre e dificuldade para respirar.

A prevenção contra o coronavírus é responsabilidade de todos.

Seguem algumas recomendações de prevenção à transmissão importantes:

– lave as mãos constantemente, com água e sabão. Lave os dedos, o espaço entre eles, o dorso das mãos, as unhas e o pulso.

– higienize as mãos com álcool em gel, principalmente após fazer uso do transporte coletivo.

– mantenha dois metros de distância de qualquer pessoa tossindo ou espirrando e evite locais de aglomeração.

– evite tocar os olhos, nariz e boca, sem lavar as mãos antes.

– ao tossir e espirrar cubra a boca e o nariz com o antebraço (não com as mãos) ou com lenço descartável.

– evite locais com grande aglomeração e, se possível, fique em casa.

– evite compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.

– mantenha os ambientes bem ventilados.

– Idosos com idade igual ou superior a 60 (sessenta anos) e portadores de doenças respiratórias crônicas, cardiopatias, diabete, hipertensão ou outras afecções que deprimam o sistema imunológico, nos termos definidos pelas autoridades de saúde sanitária devem ficar em isolamento domiciliar.

Comentários