Max do PCC é preso em Cotia, sai da cadeia em 24 horas e está foragido

Ele é suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas em cidades como Carapicuíba e Cotia

0
max do pcc é preso em Cotia mas sai da cadeia
Edson Maximiano de Lira, o Max do PCC, ficou preso por um dia na Delegacia de Carapicuíba / Foto: Polícia Civil

Edson Maximiano de Lira, mais conhecido como Max do PCC, de 45 anos, foi preso em uma casa em Cotia, acusado de guardar 20 mil papelotes de cocaína. Mesmo com a prisão em flagrante, ele ficou apenas 24 horas no DP de Carapicuíba.

publicidade

O flagrante aconteceu no dia 11 de fevereiro. No dia seguinte, a Justiça de Itapecerica da Serra mandou soltá-lo, alegando que a polícia não tinha mandado e que “a casa é asilo inviolável e ninguém nela pode penetrar sem consentimento do morador, salvo em caso de flagrante delito ou desastre ou durante o dia por determinação judicial”. Na decisão judicial consta ainda que a investigação não foi documentada.

A droga foi apreendida e encaminhada para perícia / Foto: Polícia Civil

Já o delegado Marcelo Prado, de Carapicuíba, que apura o envolvimento de Max do PCC com o tráfico de drogas, defende que a prisão em flagrante não exige que se tenha mandado para entrar no imóvel.

publicidade

Segundo a Polícia Civil, o acusado era responsável por distribuir drogas em Carapicuíba, Cotia e Itapecerica da Serra e estava sendo investigado há três semanas. De acordo com informações do Uol, a 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça expediu, no dia 15 de fevereiro, cassou a soltura de Max e expediu um novo mandado de prisão do acusado, que não foi mais localizado.

Max do PCC tem uma ficha criminal extensa. Ele já foi condenado a 13 anos e quatro meses de reclusão e já passou por diversos presídios em todo o estado. Agora, com novo mandado de prisão expedido pela Justiça, é considerado foragido. A Polícia Civil acredita que será difícil capturá-lo novamente.

publicidade

Comentários