Morador de Itapevi morre atropelado por trem na Linha 8 da CPTM

0
morador itapevi atropelado trem
Denilson teria se desequilibrado e caiu na plataforma após uma movimentação repentina do trem, que corrigia posição após parar no ponto errado, segundo testemunhas / Foto: reprodução

Morador de Itapevi, o auxiliar de transportes Denilson Lima dos Santos, de 46 anos, morreu após ser atropelado por um trem na Linha 8-Diamante da CPTM, na estação Palmeiras-Barra Funda, na tarde desta quarta-feira (15).

Ele teria se desequilibrado e caiu na plataforma após uma movimentação repentina do trem, que corrigia posição após parar no lugar errado, segundo testemunhas.

“O maquinista parou antes do lugar certo. Tipo uns dois vagões antes. E ficou uns 40 segundos parado com a porta fechada. As pessoas que estavam na frente colocaram já o pé na plataforma. Foi quando o trem do nada acelerou muito rápido e o pessoal se desequilibrou e o rapaz infelizmente caiu no vão do trem, onde teve essa trágica morte”, relatou uma testemunha.

Publicidade

Denilson chegou a ser atendido pelo Samu, mas morreu enquanto recebia os primeiros socorros. Morador de Itapevi, o auxiliar de transportes havia ido visitar os pais no Piqueri, em São Paulo.

A CPTM inicialmente havia afirmado que Denilson teve um mal súbito e caiu no vão entre a plataforma no momento em que o trem concluía a parada. Depois, admitiu que o trem parou na plataforma com as portas fechadas por alguns instantes, mas deslocou-se em seguida por alguns metros para ajustar a posição.

Em nota, a CPTM afirma que “fará ampla investigação, para apurar as circunstâncias do acidente”. (Com informações do G1)

Leia nota da CPTM sobre o caso:

“A CPTM fará ampla investigação, para apurar as circunstâncias do acidente que atingiu fatalmente um passageiro que aguardava o trem na Estação Palmeiras-Barra Funda, na Linha 8-Diamante, nesta quarta-feira (15/01) às 14h35. O caso foi apresentado à Delpom e as imagens serão entregues ainda hoje para a autoridade policial.

As informações preliminares davam conta de um possível mal súbito que teria feito o passageiro cair no vão do trem.

Ocorre que, em análise mais detida das imagens da plataforma pela Gerencia Operacional de Segurança da CPTM, denota-se que o trem parou na plataforma e permaneceu parado com as portas fechadas por alguns instantes, deslocando-se em seguida por alguns metros em ajuste de posição na plataforma. Durante este percurso, uma pessoa aparece em movimento em cima do estribo, sempre com a composição de portas fechadas. Assim, a CPTM está apurando as condições em que o acidente realmente ocorreu”.

Comentários