Osasco vai manter estratégia de agendar vacina por telefone

Osasco vai manter estratégia de agendar vacina por telefone

1
Compartilhar

Em Osasco, 48.250 vacinas contra a Febre Amarela foram agendadas desde que entrou em funcionamento a estratégia de prévio agendamento telefônico pela Central 156 e 3651-7080. Os dados referem-se ao período de 22/1 às 9h do dia 5/2. Ambos os números enfrentam congestionamentos, devido ao alto índice de ligações que recebem por hora.

Embora a cidade não seja considerada área de risco, a procura pela vacina da Febre Amarela continua intensa. A Prefeitura de Osasco optou pelo agendamento prévio para evitar as filas nas unidades de saúde e garantir mais comodidade ao cidadão.

De acordo com o secretário de Saúde, José Carlos Vido, Osasco não vai mudar a estratégia de vacinação da Febre Amarela. “Não vamos mudar, a não ser que haja um fato novo que justifique”, explica.

Vido informou ainda que semanalmente a cidade tem sido abastecida com novas doses da vacina, o suficiente para atender a demanda registrada a partir do prévio agendamento.

As redes sociais e informações desencontradas servem para ampliar o pânico da população. Todas as semanas, às sextas-feiras, o Ministério da Saúde divulga um balanço dos casos de Febre Amarela, incluindo os que estão sob suspeita, os investigados e os confirmados. Todas as suspeitas são investigadas pelo Instituto Adolfo Lutz.

COBERTURA VACINAL

É importante esclarecer que a Campanha de Vacinação é definida pelo Ministério da Saúde e pelo governo do Estado, a partir de estudos e investigações do Grupo de Vigilância Epidemiológica. Eles definem quando há necessidade de bloqueio ao vírus e Osasco não se enquadra entre as cidades classificadas de risco.

As pessoas também devem ficar atentas às recomendações do Ministério da Saúde. Gestantes, mulheres que estejam amamentando bebês com menos de 6 meses de vida, crianças com menos de 9 meses de vida, qualquer pessoa que tenha alergia a ovo, idosos, pessoas em quimioterapia e em determinados tratamentos de saúde não podem receber a vacina devido aos riscos de reações graves. Também quem já tomou a vacina anteriormente não deve tomar outra dose.

A vacina contra a Febre Amarela está disponível o ano todo na rede municipal de saúde, e é procurada normalmente por quem vai viajar para áreas de risco ou para o exterior, já que muitos países exigem a vacina.

Compartilhar

Comentários