Presa em flagrante por extorsão volta à presidência da OAB de Osasco

Presa em flagrante por extorsão volta à presidência da OAB de Osasco

0
Compartilhar

A advogada Libânia Aparecida da Silva, presa em flagrante no mês passado após suposta tentativa de extorsão ao presidente da Câmara Municipal de Osasco, Elissandro Lindoso, o Dr. Lindoso (PSDB) voltou, nesta terça-feira, 14, à presidência da OAB de Osasco. Liberada da prisão por habeas corpus, ela ainda não se manifestou sobre o escândalo.

Publicidade

Libânia foi detida na noite de 24 de outubro em um restaurante no Km 53 da rodovia Castello Branco por policiais civis após receber um envelope com R$ 2 mil em dinheiro de Lindoso. O vereador vinha sendo alvo de denúncias de Libânia e foi à polícia relatar suposta tentativa de extorsão por parte dela e do marido, Carlos Gomes. No momento da prisão, a advogada estava com o esposo, que também foi preso e continua detido.

De acordo com Lindoso, Libânia e Gomes vinham pedindo dinheiro e cargos para parar com as denúncias que vinham fazendo contra ele. Ele afirmou que já havia inclusive pago R$ 10 mil ao casal, mas não deu mais detalhes “para não atrapahar as investigações”, disse.

No pedido de habeas corpus de Libânia, a defesa dela alegou que ela foi “envolvida em nebulosa operação policial que culminou na sua injusta e açodada prisão”.

A presidente da OAB de Osasco havia entrado com um pedido de cancelamento da licitação para aluguel de veículos aos parlamentares. Libânia também havia relatado ter sido ofendida por Lindoso quando foi ao gabinete dele questionar o aluguel de veículos e o aluguel de um novo imóvel para a Câmara Municipal.

Compartilhar

Comentários