Projeto social Circulando transforma espaço cultural na comunidade Santa Rita, em Osasco

0
reforma espaço cultural osasco
Divulgação

O espaço cultural mantido pelo Projeto CaJu – ONG responsável pela transformação de vidas de jovens em situação de vulnerabilidade social por meio da educação – na comunidade Santa Rita, zona Norte de Osasco, está renovado. O Projeto Circulando, iniciativa da Circle Aceleradora que prioriza a inovação e sustentabilidade, decidiu intervir e ajudar com a reforma do espaço.

publicidade

Dois meses foram necessários para reaproveitar materiais de construção, otimizar os novos recursos e transformar os 200 m² de instalações precárias, feitas com restos de madeira e sem infraestrutura, em um local com parede de alvenaria, cozinha, refeitório, banheiros, lousa, revestimentos térmicos, janelas, porta e muros. Toda a parte elétrica e hidráulica também foi refeita. A entrega do local aconteceu na manhã desta sexta-feira (11).

Divulgação

O projeto Circulando é baseado na ESG (Environmental, Social and Governance), sigla para orientar o comprometimento da empresa em ter melhores práticas ambientais, sociais e de governança, que impactam diretamente no futuro do negócio. Ele facilita a conexão de pessoas e empresas às ações sociais e tem como principal pilar o compromisso com o Pacto Global da ONU.

publicidade

A reforma do espaço cultural foi pensada como forma de colocar em prática o DNA do Circulando, de ressignificar os movimentos, para que possam causar um impacto positivo no meio. “Analisando a situação precária e de pobreza extrema do local em que o CaJu se encontrava, resolvemos abraçar a causa, buscando a maneira mais viável de colocar a construção de pé”, conta Fabiana Schaeffer, CEO do projeto Circulando.

“Queremos abrir as portas para um futuro promissor”

Mesmo em condições suscetíveis, cerca de 40 crianças, de 6 e 7 anos, faziam aulas de reforço três vezes por semana, no período da tarde, no espaço cultural do projeto CaJu na comunidade Santa Rita, em Osasco. Após a reforma, a ideia é aumentar o atendimento em pelo menos 50% e com periodicidade diária. O foco são, principalmente, os adolescentes vulneráveis, ampliando a idade até 17 anos.

publicidade
espaço cultural osasco
Fotos: Divulgação/Circle Aceleradora

Para participar, é necessário que os pais ou responsáveis façam o cadastro do menor na sede do projeto CaJu. Já os interessados em participar do voluntariado podem se inscrever no link https://linktr.ee/ipe.caju.

Entre as atividades previstas estão: reforço escolar, atividades físicas como lutas e dança, aulas de inglês e cursos de formação profissional, além de aulas de cidadania, todas ministradas por professores voluntários.

“Nosso objetivo é desenvolver uma educação complementar de qualidade, suprir as carências básicas das crianças e suas famílias e trazer justiça social. Queremos abrir as portas para um futuro promissor e levar o amor de Deus aos corações, estendendo as ações educacionais às crianças e adolescentes do Santa Rita”, explica a idealizadora e fundadora do CaJu, Michelly Nunes.

Parceiro e voluntário do projeto, o pastor Fernando Barros completa: “Com essa reforma vamos proporcionar um ambiente agradável, acessível, com ventilação e comodidade. E com a cozinha e o refeitório, que não tínhamos, lançaremos o almoço solidário para as crianças, de segunda à sexta-feira. A comunidade estava precisando dessa atenção”.

Comentários