Senai abre 289 vagas gratuitas em cursos técnicos em Osasco, Barueri e região

2
Foto: divulgação

Até o dia 12 de setembro, o Senai-SP estará com inscrições abertas para 289 vagas de cursos técnicos nos municípios da região Oeste da Grande São Paulo. As aulas começam no primeiro semestre de 2019.

publicidade

Em Osasco, são 153 vagas para os cursos de Metalurgia e Soldagem.

Em Barueri, o Senai-SP tem 41 vagas para o curso de Processos Gráficos. Em Jandira, são 63 oportunidades, divididas entre Desenvolvimento de Sistemas, Eletroeletrônica e Rede de Computadores.

publicidade

Na nova escola de Cotia há 32 vagas para o curso de Fabricação Mecânica.

Há 32 vagas entre os cursos de Eletroeletrônica e Eletromecânica em Santana de Parnaíba.

publicidade

O objetivo dos cursos técnicos do Senai-SP é proporcionar habilitação profissional em áreas tecnológicas específicas do setor industrial. Os cursos, na sua maioria, têm duração de dois anos.

As inscrições serão realizadas pelo site www.sp.senai.br, na aba Processo Seletivo – Técnicos. No site, também constam os editais com todas as informações referentes ao processo de seleção.

Para os interessados nos cursos técnicos do período noturno, o pré-requisito é comprovar a conclusão do ensino médio ou concluí-lo antes de iniciar as aulas do curso técnico.

O valor da taxa de inscrição é de R$ 60,00.

Prova  

A prova de seleção será realizada no dia 21 de outubro, domingo, e terá 60 questões de múltipla escolha em nível de conclusão do Ensino Médio. Serão aferidos conhecimentos das disciplinas de Língua Portuguesa (20 questões), Matemática (20 questões) e Ciências da Natureza (Física, Química e Biologia), também com 20 questões. Será concedido tempo de três horas para a resolução das questões.

O gabarito será divulgado nas escolas e pela internet, a partir das 14 horas do dia 22 de outubro. A lista dos aprovados também poderá ser aferida no site, a partir das 14 horas, no dia 26 de novembro.

Os cursos do Senai-SP estão sintonizados com as tendências mais modernas do mercado de trabalho no setor industrial, o que se reflete nos índices de absorção dos formandos. Segundo pesquisa feita com ex-alunos após um ano da conclusão, 86% estavam empregados, de acordo com a instituição.

Comentários