Sikêra Jr., que chamou gays de “raça desgraçada”, e Rede TV! são alvos de ação do MP e perdem anunciantes

0
Sikêra Jr.
Reprodução

O Ministério Público Federal do Rio Grande do Sul ajuizou ação civil pública contra a Rede TV!, emissora sediada em Osasco, e Sikêra Jr., por conta de declarações homofóbicas do apresentador.

publicidade

Durante o programa “Alerta Nacional” na última sexta-feira (25), Sikêra Jr. definiu os homossexuais como “raça desgraçada” e relacionou a pedofilia à homossexualidade, ao criticar uma campanha publicitária do Burger King em defesa da diversidade chamada “Como Explicar”, que mostra filhos de casais homoafetivos contando como são suas famílias. As respostas são espontâneas.

publicidade

Sikera Jr. declarou: “A gente está calado, engolindo, engolindo essa raça desgraçada que quer que a gente aceite que a criança… deixe as crianças, rapaz!”.

O MPF assina a ação em conjunto com a associação que atua na defesa dos direitos humanos da população LGBTQIA+ Nuances – Grupo Pela Livre Expressão Sexual.

publicidade

MPF e Nuances pedem que Rede TV! e Sikêra Jr sejam condenados ao pagamento de R$ 10 milhões a título de indenização por danos morais coletivos. O valor da indenização seria destinado à estruturação de centros de cidadania LGBTQIA+.

A ação civil pública também requer a exclusão da íntegra do programa objeto da presente ação que foi veiculado em 25 de junho de 2021 de seus sites e redes sociais e que tanto a emissora como seu apresentador sejam obrigados a publicar retratação pelos mesmos meios e mesmo tempo e em idêntico horário, especificando tratar-se de condenação judicial imposta nos autos da ação, devendo a referida postagem permanecer nos sites da empresa ré pelo prazo mínimo de um ano.

A Rede TV! Afirma que não tem ciência da ação e que não comenta processos judiciais em andamento.

Patrocinadores

As declarações homofóbicas de Sikêra Jr. também geraram um movimento nas redes sociais com grupos cobrando empresas que fazem publicidade no programa do apresentador para que deixem de patrocinar a atração da emissora de Osasco.

A MRV Engenharia e a seguradora de saúde Hapvida anunciaram que não irão mais patrocinar o programa apresentado por Sikêra Jr.

Em seu perfil oficial , a MRV afirmou que “acredita na diversidade e não compactua com qualquer forma de preconceito”. “O programa Alerta Amazônia já não faz parte dos nossos planos de mídia”.

A Hapvida  declarou que “não apoia forma alguma de preconceito, seja social, de credo, raça, gênero ou orientação sexual” e que o patrocínio ao programa de Sikêra Jr. foi suspenso. “Estamos sempre trabalhando por uma sociedade mais saudável”.

“Quem é você comparado a tantos outros gays e lésbicas que orgulham e honram este país?”

Jacson Damasceno, apresentador do “Brasil Urgente” na Band Natal, viralizou ao detonar as declarações homofóbicas do apresentador da Rede TV!. “Quem é você comparado a tantos outros gays e lésbicas que orgulham e honram este país? A sexualidade de uma pessoa não a diferencia em nada, não a diminui em nada. Quem é você para dizer que uma pessoa é ‘desgraçada’ e ‘filha do cão’?”

Comentários